GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Refrigerante faz cócegas no cérebro

Bebidas gaseificadas confundem sua cabeça – e você gosta.

Não é só pelo sabor que os refrigerantes seduzem crianças e adultos. Eles são divertidos principalmente pelas bolhas de gás carbônico que contêm. Ao se misturar com a saliva, elas estouram e viram ácido carbônico. Com isso causam uma pequena irritação na língua. É dolorido, só que o cérebro interpreta essa dor pequena como uma cócega. No fim, resta a sensação de prazer.

Esse mecanismo foi desvendado por químicos e neurologistas da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, que examinaram o cérebro de ratos enquanto gotejavam água com gás na língua deles. Notaram, assim, que os neurônios encarregados de captar sinais de dor entravam em ação. “Isso não quer dizer, porém, que o ácido carbônico faça mal”, explicou Earl Carstens, responsável pela pesquisa, à SUPER.

Bolhas de prazer

Veja por que o refrigerante causa sensação agradável na boca.

Dentro das bolhas da bebida existe gás carbônico, que reage com a água da saliva e forma o tal ácido carbônico.

O ácido se liga a uma molécula chamada ASIC, que fica em certas células da língua e dá a elas sensações de prazer ou dor.

Para o cérebro, que recebe sinais nervosos da célula, é como se alguém tivesse fazendo cócega na língua.