Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Taipei 101: Negócios nas alturas

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h48 - Publicado em 31 out 2004, 22h00

O edifício comercial mais alto do mundo tem mais de meio quilômetro. É o Taipei 101, em Taiwan, com seus inacreditáveis 508 metros de altura. Como o nome sugere, o prédio, inaugurado em 2004, tem 101 andares. A estrutura de 800 toneladas – em forma espiral próximo do topo, entre o restaurante e o deque de observação – ajuda a estabilizar a torre, pois o prédio foi erguido numa área de alto risco de terremotos. Seus elevadores atingem 60,48 quilômetros por hora na subida e 36,6 quilômetros por hora na descida. Eles custaram cerca de 2 milhões de dólares cada um e oferecem um sistema especial de pressurização, para que os ocupantes não sintam os efeitos da velocidade. Ou seja, com a ameaça constante de tremores de terra e os elevadores ultravelozes, a visita ao complexo garante uma boa dose de emoção a qualquer um.

Os engenheiros do escritório de arquitetura C. Y. Lee & Partners buscaram inspiração nas construções tradicionais chinesas, tanto que o estilo é classificado como “renascentista oriental”. Conceitos arquitetônicos à parte, o design e as especificações técnicas do Taipei 101 são baseados no 8, o número da sorte na cultura chinesa. Além disso, vários aspectos do projeto levaram em conta os ensinamentos do feng shui, técnica oriental que busca equilibrar as energias positivas e negativas em ambientes de casas a escritórios. As salas desse superedifício são ocupadas por grandes empresas nacionais e multinacionais. A bolsa de valores de Taiwan funciona no sétimo andar.

Publicidade