GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Vai cocaína na composição do refrigerante

Se a droga fosse um ingrediente, a bebida não teria sua venda autorizada por autoridades de saúde em mais de 200 países

Até hoje se especula sobre a presença de cocaína na fórmula secreta da Coca-Cola. Há quem acredite que, no passado, o refrigerante levava esse ingrediente, sim – a bebida começou sendo vendida em farmácias, como estimulante de uso medicinal. Outros preferem acreditar que a droga até hoje é adicionada ao produto, já que sua receita é um dos segredos industriais mais bem guardados de todos os tempos, supostamente conhecido apenas por 2 ou 3 altíssimos executivos da empresa.

Tudo isso é uma grande balela. Na verdade, a fórmula da Coca-Cola já foi investigada e reinvestigada por muita gente ao redor do mundo. Funcionários dos departamentos de segurança alimentar, por exemplo. O refrigerante tem sua venda autorizada em mais de 200 países. E, em cada um deles, sua composição foi aprovada pelas autoridades de saúde. No Brasil, uma análise feita pelo Instituto Nacional de Criminalística em 2000 atestou que não existem substâncias entorpecentes ou psicotrópicas na Coca-Cola.