Clique e assine a partir de 8,90/mês

5 perguntas que queremos respondidas na última temporada de Dark

A terceira temporada da série alemã estreia dia 27 de junho, e ainda restam mistérios bem complexos que precisam ser explicados. Relembramos alguns

Por Bruno Carbinatto - Atualizado em 27 jul 2020, 14h49 - Publicado em 18 jun 2020, 20h01

Se você assistiu às duas primeiras temporada de Dark, provavelmente ficou com muitas (mas muitas) perguntas na cabeça. A série alemã da Netflix conquistou os fãs ao ousar com um roteiro extremamente complexo, lotado de plot twists, mistérios e construções temporais de fritar o cérebro de qualquer um.

Na trama, para cada dúvida que o telespectador consegue desvendar, surgem no mínimo outras duas. Agora, a terceira e última temporada da série estreia no dia 27 de junho (a data não é à toa, e tem relação com o próprio enredo).

Em oito episódios, os roteiristas poderão finalmente responder às perguntas mais complicadas que foram colocadas até aqui. Nesta lista, elencamos os cinco maiores mistérios que a última temporada precisa explicar.

AVISO: o texto contém muitos spoilers das duas primeiras temporadas de Dark! Se você ainda não viu a série, corre que dá tempo!

1 – Um universo… paralelo?

Netflix/Reprodução

Se já não bastasse uma linha do tempo de dar nó nos neurônios até dos espectadores mais atentos, o final da segunda temporada nos agraciou com outra variável para complicar ainda mais toda a história. Pouco antes do apocalipse de 2020 acontecer em Winden, o protagonista Jonas é salvo por uma Martha, que aparece misteriosamente – ela não é a Martha que acompanhamos até então, já que essa acabou de morrer na cena.

Felizmente, Jonas faz a pergunta que todos nós queríamos: “De que tempo você é?”. Mas a resposta não é a que esperávamos: “A pergunta certa não é de que tempo, mas sim de que mundo.”

Continua após a publicidade

Isso confirma que a terceira temporada de Dark vai trabalhar com o conceito de universos paralelos. Até agora, a série só tinha uma única linha do tempo – pela qual assistimos acontecimentos em cinco épocas diferentes. A existência de uma outra realidade abre uma série quase interminável de perguntas. Mas pelo menos uma delas é crucial: o que diabos a Martha do outro mundo está fazendo no mundo do Jonas?

Além disso, sabemos que a história toda de Dark se passa em um ciclo, e que as mesmas coisas sempre acontecem. Dito isso, a chegada da Martha do universo alternativo faz parte desse ciclo normalmente, ou é uma anormalidade que só aconteceu aquela vez? Em outras palavras: a existência de uma realidade paralela sempre esteve em jogo e influenciando os movimentos de personagens como Adam e Claudia, ou isso é uma novidade até para eles?

A revelação de que universos paralelos existem em Dark também levou muitos fãs a especular se já não assistimos – sem saber – a cenas ou personagens de um universo alternativo antes. Os roteiristas da série certamente já sabiam de todo o enredo das três temporadas antes de escrever a primeira – e, pela experiência que tivemos com as duas primeiras, adoram colocar mistérios ou easter eggs que só serão revisitados muitos episódios depois. Será que a terceira temporada vai nos revelar que o outro mundo já estava bem debaixo de nossos narizes o tempo todo?

2 – Qual é o objetivo da Sic Mundus? E da Claudia?

Netflix/Reprodução

Uma das maiores dificuldades em entender a história de Dark é o fato de que sabemos que há algo muito grande rolando, que guia toda a história principal – mas ainda não sabemos exatamente o quê. Depois de duas temporadas, está claro que praticamente todos os eventos principais estão ligados a uma guerra pelo controle da viagem no tempo entre duas forças opostas e poderosas  – mas seus os objetivos finais e motivações não estão nada óbvios.

De um lado temos a Sic Mundus, uma organização de viajantes no tempo liderada por Adam, que é (ou, pelo menos, afirma ser – há quem duvide) ninguém menos do que o Jonas no futuro. O grupo é certamente o ponto central na trama, mas ainda há muitos mistérios sobre suas origens, seus membros e, principalmente, seus planos. Muito do que se sabe sai da própria boca de Adam, o que é ainda pior, já que o personagem não é lá o mais honesto da série, e usa de mentiras para manipular os outros e atingir seus objetivos.

Em linhas gerais, o objetivo da Sic Mundus parece ser o de garantir o “apocalipse” e, aparentemente, destruir o mundo que conhecemos e criar um novo, que, segundo eles, seria melhor, como uma espécie de paraíso.

Continua após a publicidade

Mas esses termos são extremamente vagos. Esse desejo de se criar um “novo mundo” estaria relacionado a existência de outras linhas temporais? Não sabemos. Talvez nem tudo aqui seja explicado didaticamente para o telespectador – a trama que envolve Sic Mundus é claramente repleta de símbolos, referências bíblicas e metáforas mitológicas que dão uma carga filosófica e existencialista bastante grande a trama. Esse aspecto só tem seu charme se permanecer misterioso – mas a 3ª temporada precisa, pelo menos, revelar ao telespectador qual é o objetivo final deles.

E se a Sic Mundus é misteriosa, o outro lado da guerra consegue ser ainda mais. Estamos falando da Claudia, que é a maior oposição à Adam e seus objetivos – como ambos admitem. Sua versão idosa parece ser um dos personagens que mais tem informações sobre a viagem do tempo e sobre o rumo da história, e também já influenciou muitos personagens e acontecimentos. Mas o que ela quer exatamente permanece um completo enigma.

Para piorar, Claudia parece agir sozinha – tirando alguns aliados temporários que são manipulados por ela. Só ela sabe o plano completo – e esperamos que ele seja explicado.

Claudia também já afirmou estar do lado da “luz”, enquanto Adam seria as “trevas”. Mas Dark já mostrou diversas vezes que não é uma série nada maniqueísta – os personagens não são completamente bons ou maus, mas sim complexos, em tons de cinza. Será que o desfecho irá revelar quem é o vilão e o mocinho dessa história? Ou, ainda, mostrar que não há nada disso?

3 – O que estava escrito na carta de Martha? E o que aconteceu depois?

Netflix/Reprodução

Falando em Sic Mundus, uma outra cena que parece ter relação com a organização fez os fãs viajarem nas teorias. Estamos falando da carta que Noah (jovem) entrega para o Estranho (Jonas adulto) no fim da 2ª temporada, alegando ser um recado de Martha. O conteúdo da carta não é revelado, mas parece ser algo grande, já que consegue convencer Estranho a seguir as ordens de Noah e salvar Franziska, Magnus e Bartosz com sua máquina do tempo (até então, o Jonas adulto parecia estar em oposição ao Sic Mundus).

Afinal, o que estava escrito naquela carta a ponto de fazer o Jonas adulto mudar de lado tão rápido? E, se de fato foi a Martha quem a escreveu, de qual Martha estamos falando? Ou seja, de qual tempo – e qual mundo?

Continua após a publicidade

O que aconteceu logo depois da leitura da carta também é um mistério que quase certamente será abordado na terceira temporada. Jonas leva os adolescentes em sua máquina do tempo – para quando, não sabemos. Em algum momento após isso, Jonas se tornará Adam, e pelo menos Magnus e Franziska também passarão a fazer parte do Sic Mundus, como vemos em suas versões mais velhas (não há confirmação do que acontece com Bartosz ainda). Aparentemente, essa viagem foi o início de tudo – mas como exatamente os jovens se tornaram membros fundadores da seita de viajantes no tempo? Dark, por favor, explique-se.

4 – Quem é Aleksander Tiedemann/Boris Niewald? Qual sua relação com a história principal?

Netflix/Reprodução

Essas perguntas não estão relacionadas à viagens no tempo, mas são igualmente confusas. Aleksander Tiedemann (o diretor da usina nuclear e pai de Bartosz) também é um dos personagens que mais levantam questionamentos. Primeiro porque sabemos que ele não é quem diz ser: seu nome verdadeiro é Boris Niewald, e sua identidade atual é roubada do verdadeiro Aleksander Köhler (ele depois adota o sobrenome de sua mulher, Regina Tiedemann).

Sabemos também que ele apareceu em Winden na década de 1980 após aparentemente ser baleado, e depois, ainda jovem, foi contratado por Claudia (adulta) para esconder os barris com material radioativo vazado da usina nas cavernas.

A segunda temporada aumentou ainda mais o mistério sobre o personagem com a chegada do investigador Clausen. O policial alega estar trabalhando nos desaparecimentos de Winden, mas, aos poucos, descobrimos que ele está investigando Aleksander. Mais tarde, Clausen revela que é irmão de Aleksander Köhler, que desapareceu misteriosamente décadas atrás. E o detetive parece saber que Aleksander não é quem diz ser. Para piorar, a série da pistas de que Aleksander estaria envolvido em um crime de 33 anos atrás em outra cidade, uma pessoa morta e dois fugitivos. Quem são essas pessoas, o que Aleksander fez e qual é sua história, afinal?

E mais: tudo isso não tem relação direta explícita com a história central da série (viagem no tempo). Por que perder tanto tempo no que parece ser uma sub-trama? Também não está claro quanto Aleksander sabe sobre os poderes temporais da caverna, mesmo sendo o diretor da usina. Em vários momentos, ele pareceu esconder coisas secretas – mas não fica claro se elas são relacionadas a fenda temporal ou apenas aos vazamentos radioativos da usina. Estaria o personagem ligado de alguma forma à trama de Sic Mundus e Claudia?

5 – O marido da Agnes Nielsen, o pai de Helge Doppler e outros mistérios familiares.

Netflix/Reprodução

Se você achava que as árvores genealógica de Game of Thrones eram complicadas, Dark elevou o problema a outro nível. A maioria dos personagens pertence a “apenas” quatro famílias, mas, quando adicionamos as variáveis de gerações, traições, incestos e, bem, viagens no tempo, a coisa complica – e muito. Por isso, a genealogia da série não é só um detalhe: as relações familiares são peças-chave do enredo, e suas revelações fazem parte dos maiores plot twists da saga. Quem aí não quebrou a cabeça com a revelação de que Michael é Mikkel, por exemplo, ou de que Charlotte e Elizabeth são, ao mesmo tempo, mãe e filha uma da outra?

Continua após a publicidade

Apesar disso, alguns buracos na árvore genealógica permanecem, e talvez sejam boas apostas para se tornarem surpresas muito bem-vindas. Obviamente, nem todas são de fato relevantes e precisam ser respondidas, mas nossa torcida é para que sejam sim revelados.

Um mistério que talvez seja importante é sobre o marido de Agnes Nielsen. No que parece ser um mero detalhe, a personagem já disse que seu falecido marido era “um pastor”, mas que “não era um homem de fé”. Mais tarde, sabemos de toda a importância de Agnes para a história – ela é irmã de Noah, trabalhou brevemente com Claudia e também é uma das peças-chave do Sic Mundus. Presume-se que seu marido também seja alguém relevante nisto tudo, mas ainda não sabemos quem é (ou foi, se de fato tiver morrido).

O mistério não para por aí: quem são os pais de Agnes e Noah? Agnes diz que sua avó era de Winden, e ela também é a Nielsen mais antiga na árvore genealógica que conhecemos. Seriam seus pais viajantes no tempo? Talvez pessoas que vieram do futuro (ou seja, 2020)?

Por fim, mais detalhes sobre Peter Doppler também seriam bem-vindos. Ele é, supostamente, filho de Helge Doppler, mas não sabemos quem é sua mãe – e há quem desconfie que Helge nem seja seu pai biológico. Ele também não passou sua infância em Winden, aparentemente chegando na cidade em 1987, segundo ele mesmo. Além de tudo, Peter parece ser mais um personagem que está escondendo coisas, e pode ter um papel maior na trama de viagens no tempo.

Menções honrosas

O autor deste texto é muito fã de Dark – e tomou a liberdade para listar rapidamente outras perguntas relevantes:

O que fará Hannah na década de 1950, já que ela decidiu ficar no passado? Onde (e quando) foi parar Katharina no final da 2ª temporada, após entrar no túnel da caverna?

Continua após a publicidade

A personagem Silja tem alguma relação mais profunda com as famílias principais da história, ou é uma mera personagem secundária? (Para quem não lembra, ela é a jovem garota que acompanha o grupo liderado por Elizabeth em 2052 e interage com o Jonas).

E, afinal, quem diabos é o policial Torben Wöller (o do tapa-olho)? Sim, o que aconteceu com seu olho é um grande mistério, e até virou piada tanto entre fãs como a própria produção (há uma cena que brinca com isso na 2ª temporada). Mas o personagem também parece esconder alguns segredos bem obscuros relacionados a Aleksander Tiedemann e a usina. Será que ele também tem relações com as viagens no tempo?

Por favor, última temporada, chegue logo.

 

Publicidade