Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

6 gifs que deveriam estar no museu

Uma defesa do gif como forma de arte.

Por Lucas Baptista Atualizado em 14 jan 2021, 10h51 - Publicado em 11 set 2015, 20h45

Deboísmo

A obra escancara a nossa insignificância diante de uma Força Superior – que vem e chacoalha a nossa vida ao Seu bel-prazer. É possivel também reconhecer uma crítica ao Deboísmo, à medida em que a moça, nua e lendo um livro embaixo de uma árvore, é impossibilitada de ter uma vida fácil.

Wanderlust

Aqui, o meio é a mensagem. Os balões viajando em trajetória horizontal relaxam o observador, ao mesmo tempo em que o instigam a fazer as malas e partir para uma terra distante.

O Olho Que Tudo Vê

Continua após a publicidade

O olho psicodélico e as cores vibrantes retratam a forma turbulenta com que o artista enxerga o mundo. É uma crítica ao Big Brother, à NSA, ao panóptico: um mundo sem privacidade, onde você é vigiado para onde você for.

Uma Piada Pesada e Suja

A vida é o elefante, nós somos a cama elástica. A obra é também uma aula de física: o artista faz uma analogia com a 3ª Lei de Newton (Ação e Reação). O animal está exercendo uma força F contra a cama elástica, que devolve a força F1. Uma peça imprescindível para quem aprecia arte e física.

A boca do balão

A cor. O balão. As narinas. A imagem retrata de forma lúdica a expressão “arrebentar a boca do balão” e mostra a vontade do artista de trazer à luz a sua mais profunda camada do ser. 

A Vaca Que Ri

O artista faz uma paródia das embalagens de achocolatado que recomendam “agite antes de beber”. Para uma LEITUra diferente da peça, a vaca de vidro se sobressai – uma crítica às pessoas que aVACAlham e pensam que o animal não tem orgãos e só serve para dar leite.   

Continua após a publicidade
Publicidade