Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

A ciência imita a arte

Crítica do livro Contato, de Carl Sagan

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h45 - Publicado em 14 out 1999, 22h00

A astrônoma Eleanour Arroway só existiu na ficção. Mas foi graças a ela que os cientistas começaram a encarar a sério a possibilidade de viajar no tempo. Arroway é personagem do livro Contato, do astrônomo Carl Sagan (1934-1997), transformado em filme por Robert Zemeckis (com Jodie Foster no papel principal). No filme, ela recebe de uma avançada civilização extraterrestre instruções para construir uma máquina capaz de viajar no hiperespaço – por um buraco de minhoca. Quem deu a idéia a Sagan foi justamente o físico Kip Thorne. O escritor havia pedido a ele uma solução verossímil para uma viagem no tempo. Thorne fez os cálculos e descobriu que os buracos de minhoca poderiam resolver o problema.

Publicidade