GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

A República

Platão

NOME ORIGINAL – Politeia (Grécia antiga)
EDIÇÃO NO BRASIL – Rideel; 2005


DO QUE TRATA

A República é composta por 10 livros, que podem ser divididos em 3 partes. A primeira (livros 1-5) retrata a construção de uma cidade ideal, cujos cidadãos se dividem em 3 classes: os guardiões (os filósofos), que são aqueles que detêm o poder político, os soldados e o povo comum. A segunda parte (livros 6-7) defi ne como deve ser a educação do filósofo e inclui a famosa alegoria da caverna. Por fim (livros 8-10), a obra discute as várias formas de governo, seus prós e contras.

QUEM ESCREVEU

Oriundo de uma família aristocrática ateniense, Platão viveu mais de 80 anos, durante o período de declínio de Atenas e ascensão da Macedônia. Foi aluno de Sócrates e, após a morte do mestre, viajou à Sicília e provavelmente ao Egito, onde conheceu Pitágoras. Quando retornou a Atenas, fundou a Academia, precursora das universidades, na qual estudou Aristóteles, seu mais famoso aluno.

POR QUE MUDOU A HUMANIDADE

A obra de Platão paira no centro da filosofia ocidental. A República influenciou diretamente filósofos importantes, como Santo Agostinho e Thomas Morus, e é um dos pilares do pensamento católico. A alegoria da caverna é o mais famoso exemplo do dualismo platônico (a divisão entre idéia e matéria). Dela derivam 2 aspectos. O primeiro é lógico: a palavra cavalo, por exemplo, não se refere a um cavalo particular, mas a qualquer cavalo. O segundo, metafísico, significa que em algum lugar existe um cavalo “ideal” (a palavra grega “idéia” quer dizer “imagem” ou “modelo”).