GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Clima de guerra

Lia Pimenta

Foi azar. No dia em que os americanos planejavam lançar a primeira bomba atômica, um dos poucos alvos japoneses não cobertos pela nebulosidade era Hiroshima. Os americanos optaram pela cidade onde se tinha maior visibilidade e, em 6 de agosto de 1945, o destino de muita gente foi traçado porque o dia estava bonito. Não foi a única vez que o clima fez história. O desfecho de muitas guerras seria bem diferente não fosse uma tempestade ou um tufão fora de hora. No livro Como a Natureza Mudou a História, o jornalista de guerra Erik Durschmied conta os momentos em que o clima influenciou o resultado de batalhas importantes, do século 9 d.C. à Guerra do Vietnã. No entanto, antes de chegar aos desastres naturais que mudaram a história, ele se concentra nos mínimos detalhes de cada guerra, a ponto de cansar quem não se interessa por nomes de tanques alemães ou modelos de uniformes romanos. No final, o autor deixa tensão no ar: meteorologistas militares americanos juram que poderão controlar o tempo a partir de 2025. Se algum dia isso acontecer, o homem terá dado origem à maior de todas as armas.

Como a Natureza Mudou a História

Erik Durschmied

Ediouro, 350 páginas, R$ 40

Quando os céus atacam

As disputas entre homem e natureza

Século 9 – César x Chuvas

Em uma batalha contra os germânicos, ilustrada ao lado, uma tempestade encharcou o exército romano e o deixou lento, com roupas pesadas e crente em um castigo dos deuses. Os germânicos viram nisso uma ajuda divina e atacaram, expulsando os romanos dali

1281 – Mongóis x Vento

Um tufão destruiu a numerosa esquadra mongol no momento de um grande ataque contra os japoneses, que apelidaram o fenômeno de kamikaze (sopro divino). Os japoneses se tornaram os únicos na região a resistir ao expansionismo chinês

1795 – Holanda x Gelo

O príncipe holandês Guilherme V, ao perceber que os franceses invadiriam seu país, mandou que uma esquadra o esperasse em um canal para poder fugir. As águas congelaram, prenderam os barcos e – feito inédito! – uma cavalaria capturou a esquadra no mar

1794 – França x Tempestade

Uma multidão se reuniu para protestar contra a prisão de Robespierre, um dos líderes da Revolução Francesa. Uma chuva caiu, todos se dispersaram e Robespierre foi para a guilhotina

1812 e 1941 – Europa x Inverno

Tanto Napoleão quanto Hitler invadiram a Rússia no verão, mas ainda estavam lá quando o inverno de 40 graus negativos chegou, congelando os exércitos