GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Comercial do E.T. – Saiba por onde andou Elliot nos últimos 37 anos

Uma empresa dos EUA promoveu o encontro do ator Henry Thomas com o alienígena de Steven Spielberg, em um vídeo com direito até a voo de bicicleta.

E.T. – O Extraterrestre está, provavelmente, na lista dos filmes mais memoráveis da história do cinema. O longa de 1982, dirigido por Steven Spielberg, possui diversos elementos que entraram no imaginário popular: o visual do alienígena, o voo de bicicleta… Mesmo quem nunca assistiu o filme sabe do que se trata.

É por essa razão que, desde quinta-feira (28), um vídeo de cinco minutos tem tocado o lado nostálgico da internet. Não por menos: é o reencontro de E.T. com Elliot, 37 anos depois que a criatura voltou para o seu planeta natal.

No vídeo, tem de tudo: da luz na ponta dos dedos do alienígena à trilha sonoro original, composta por John Williams. Mas o melhor easter egg da produção é o retorno do ator Henry Thomas – que viveu Elliot no filme – em uma versão adulta do personagem. Confira:

Na história, E.T. volta à Terra na época de Natal. Ele reencontra Elliot, que agora mora com os filhos e a esposa. O alienígena, então, começa a aprender a usar as novas tecnologias terráqueas – afinal, tablets, smartphones e óculos VR não existiam nos anos 1980. Antes de embarcar de volta em sua nave, ele leva os filhos do velho amigo para dar uma volta de bicicleta. Sim, da maneira que você está imaginando.

Mas calma: o vídeo não é um trailer ou anúncio de uma continuação. Na verdade, trata-se de uma propaganda da Xfinity, empresa de telecomunicações dos EUA e que oferece serviços de TV, telefone e internet. O comercial foi lançado durante o Dia de Ação de Graças, e seu slogan pede que, nos feriados de fim de ano, as pessoas se reconectem – daí a aparição do E.T..

A Xfinity é uma subsidiária da Comcast, conglomerado de mídia dos EUA que detém empresas como a rede de televisão NBC e os estúdios DreamWorks Animation e Universal – este último, produtor de E.T.. O curioso é que, após o sucesso do primeiro filme, Spielberg chegou a estruturar uma sequência, que teria uma nova raça de alienígenas e expandiria a mitologia desse universo. A ideia nunca saiu do papel.

Mas por onde andou Elliot durante todos esses anos? Henry Thomas tinha 11 anos quando gravou E.T., em 1981. Não conquistou a mesma fama que sua colega de elenco, Drew Barrymore (que tinha 6 na época, e fez o papel da irmãzinha de Elliot). Mas Henry não ficou em coma esse tempo todo. Seguiu firme no cinema.

Não muito depois de E.T., em 1984, ele protagonizou Os Heróis Não Têm Idade, um relativo sucesso na época. Depois, porém, não participou de produções relevantes. Hollywood revelou uma série de astros-mirins nos anos 80 – vide Goonies (1985), estrelado por Corey Feldman, amigo de Henry, Sean Astin (o Sam de O Senhor dos Anéis) e Josh Brolin (o Thanos de Vingadores). A concorrência forte tirou Henry dos holofotes, mas ele continuou atuando.

O primeiro filme relevante em que ele participou depois de 1984 foi Lendas da Paixão (1994), no qual ele interpretou o personagem Samuel. Em 1996, foi indicado a um Globo de Ouro de ator coadjuvante pelo longa Acusação. Foi a segunda indicação de Thomas ao prêmio – a primeira foi, justamente, como ator revelação por E.T..

Nos anos seguintes, ele atuou em papéis coadjuvantes em filmes como Gangues de Nova York (2002). No filme de Martin Scorsese, ele interpretou Johnny Sirocco. A filmografia de Henry inclui ainda Querido John (2010), Ouija: Origem do Mal (2016) e Doutor Sono (2019).

Além do cinema, Henry também faz participações em séries de TV, como CSI, Law & Order The Mentalist. Em 2018, ele foi uma das estrelas da série original da Netflix A Maldição da Residência Hill, na qual interpretou o personagem Hugh Crain.

Em outubro deste ano, Thomas foi detido pela polícia dos EUA acusado de dirigir sob influência de substâncias intoxicantes – se ele tivesse chamado o E.T. para um passeio de bike, nada disso teria acontecido.


Assista ET – O Extraterrestre, no Amazon Prime Video