Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Conheça a teoria da conspiração que inspirou Stranger Things

Sem spoilers da 2ª temporada da série, veja as possíveis origens do roteiro de uma das histórias mais famosas da Netflix

Por Clara Cerioni, de Exame.com
Atualizado em 3 ago 2022, 09h43 - Publicado em 1 nov 2017, 19h57

A Netflix liberou a esperada e misteriosa 2ª temporada do fenômeno Stranger Things na sexta-feira passada. Agora, a batalha contra o Mundo Invertido e a agência secreta que realiza experimentos para desenvolver poderes psíquicos está cada vez mais intensa. Mas o que parece ser só mais uma trama ficcional de suspense pode ficar mais interessante: segundo o site Thrisllist, a série foi baseada em uma teoria da conspiração sobre um suposto projeto do governo americano.

Chamado de Montauk, o projeto foi implementado durante a Guerra Fria para desenvolver técnicas de guerra psicológica e recursos estratégicos exóticos, incluindo viagem no tempo, viagem no hiperespaço e invisibilidade. Parece familiar, não é? Sim! É exatamente isso o que enfrenta Eleven, uma das vítimas desse experimento na série.

Outras características no roteiro dos irmãos Duffer reforçam essa relação: antes de se chamar Stranger Things, o título original anunciado em 2015 pela plataforma de streaming era Montauk. Além disso, a sinopse original também sinalizava uma inspiração nessa teoria, com “um mistério extraordinário envolvendo experimentos governamentais secretos, forças terroristas aterrorizantes e uma garota muito estranha”.

A lenda urbana diz que os experimentos teriam sido realizados em Camp Hero, na Força Aérea de Montauk, em Long Island, e estariam ligados ao Experimento Filadélfia, que teria tornado invisível o destroyer de escolta USS Eldridge, em outubro de 1943. Nesse sentido, a causa da invisibilidade pode ser, na verdade, uma viagem no tempo.

Essa história chegou a Hollywood antes de Stranger Things, em 1984, ano em que os escritores da série da Netflix nasceram, pelo filme The Philadelphia Experiment.

Continua após a publicidade

A trama do experimento inspirou um homem chamado Preston Nichols a escrever The Montauk Project: Experiments in Time (O projeto Montauk: experimentos no tempo, em tradução livre), primeiro de uma série de livros que popularizaram a teoria da conspiração. Ainda hoje, curiosos buscam informações e visitam possíveis instalações onde o governo pode ter realizado essas experiências.

Se você não se importa com spoiler e é fã de Stranger Things, aqui vai um dica: os livros de Nichols revelarão instigantes pistas para quem está curioso sobre o futuro e os mistérios da série, já que, ao que tudo indica, sua obra deu origem à história.

Veja o trailer da 2ª temporada de Stranger Things:

Continua após a publicidade

Este conteúdo foi originalmente publicado em Exame.com

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.