GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

“Monumento vivo” Tailandês é protegido

Um Buda em tamanho “natural” — 12,5 metros, tal como os budistas acreditam ter sido a estatura do verdadeiro Buda que foi visto na Terra — é a mais impressionante estátua de um parque de esculturas, agora preservado na Tailândia. Fruto da perseverança do arqueólogo Nikom Moosigakama, a cidade de Sukhotai — ou “Alvorada da Felicidade” — foi salva de depredadores e é um dos mais belos patrimônios da humanidade. Com um trabalho de convencimento da população local, ao longo de anos, Moosigakama evitou que o tesouro fosse destruído e que os ladrões continuassem roubando as cabeças dos Budas. Sukhotai, fundada em 1292, foi a primeira capital da Tailândia e a mais antiga capital do Reino do Sião, entre os séculos XIII e XV. Nessa época, o rei Rama, o Forte, expandiu o império e criou o primeiro alfabeto tailandês. A população da cidade teria chegado aos 300 000 habitantes. Sukhotai foi planejada como um retângulo perfeito, de 2 000 por 1 600 metros, e tornou-se modelo de urbanismo.
Guerras sucessivas esvaziaram a cidade. A selva cobriu suas riquezas até o século passado, quando o arqueólogo francês Lucien Foumereau a redescobriu. Mas as obras de restauração só começaram em 1952. “Sukhotai é um monumento vivo”, garante Moosigakama. “Muito da mesma religião, filosofia e estilo de vida ainda existem na Tailândia de hoje.”