GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Orlando

Virginia Woolf

NOME ORIGINAL_Orlando: a Biography (Inglaterra)
EDIÇÃO NO BRASIL_ Nova Fronteira; 2003

DO QUE TRATA

Mistura de ficção e biografia, Orlando é a história de um jovem inglês, rico e bonito, nascido no século 16, que decide não envelhecer. Até que uma manhã acorda e vê-se transformado em mulher. Ao final dá à luz uma criança. A obra atravessa cerca de 300 anos, do período elizabetano aos anos 20 do século 20, mostrando as mudanças pelas quais passaram o mundo, a Inglaterra, os homens e as mulheres. Para compô-la, Virginia Woolf se baseou na vida de Vita Sackeville-West, uma escritora britânica que manteve vários relacionamentos homossexuais em paralelo a seu casamento, o principal deles com a também escritora Violet Trefusis.

QUEM ESCREVEU

Apesar de ser uma das mais importantes autoras inglesas do século 20, Virginia Woolf (1882-1941) sofria de graves crises nervosas e dizia ouvir vozes. Perdeu a mãe no início da adolescência e, em suas memórias, afi rma ter sofrido abuso sexual do meio-irmão. Após a morte do pai, mudou-se com a irmã Vanessa para uma casa no centro de Londres, na região conhecida como Bloomsbury. Foi ali que floresceu um dos mais significativos círculos literários do século passado, que ficou conhecido pelo nome desse bairro. Casou-se em 1912 com Leonard Woolf, com quem fundou a editora Hogarth Press, responsável pela publicação, entre outros, de livros de T. S. Elliot, outro grande nome da literatura britânica. Mas os problemas mentais de Virginia nunca a deixaram em paz. Perturbada e deprimida, decidiu se suicidar, mergulhando num rio com os bolsos do casaco cheios de pedras.

POR QUE MUDOU A HUMANIDADE

“Ninguém nasce mulher: torna-se.” A famosa frase da filósofa francesa Simone de Beauvoir (leia sobre ela na página 85) poderia ser a epígrafe de Orlando, não tivesse sido escrita em 1949. No livro, Virginia Woolf examina o papel dos sexos e, sobretudo, a definição do masculino e do feminino e suas transformações na história e na cultura européias ao longo dos séculos. A obra também quebra as barreiras dos gêneros literários, unindo biografia e ficção de uma maneira nova. Orlando é ainda o livro que introduz definitivamente a androginia na modernidade, um conceito que iria influenciar a moda, a música e os costumes.

 

10 livros incríveis escritos por mulheres

_Diante da Dor dos Outros

Susan Sontag (Companhia das Letras)

_Orlando

Virginia Woolf (Nova Fronteira)

_O Quinze

Rachel de Queiroz (Arx)

_A Hora da Estrela

Clarice Lispector (Rocco)

_A Condição Humana

Hanna Arendt (Forense Universitária)

_O Caderno Rosa de Lori Lamby

Hilda Hilst (Editora Globo)

_O Amante

Marguerite Duras (Biblioteca Folha)

_Emma

Jane Austen (Nova Fronteira)

_Memórias de Adriano

Marguerite Yourcenar (Laffont)

_O Morro dos Ventos Uivantes

Emily Brontë (Record)

Nicole Kidman ganhou um Oscar de melhor atriz interpretando Virginia Woolf no filme As Horas. Baseado no livro homônimo inspirado no romance Ms. Dalloway, de Woolf, o filme conta 3 histórias paralelas, uma delas sobre os últimos anos de vida da escritora.