Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Papo com Eddie Redmayne

O inglês conta como foi interpretar uma das mentes mais brilhantes da história, o físico Stephen Hawking, no filme A Teoria de Tudo, de James Marsh.

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 19h03 - Publicado em 27 nov 2015, 15h30

Como foi seu primeiro encontro com Stephen Hawking?

Foram quatro meses me preparando. Quando o encontrei, estava aterrorizado. Odeio silêncios. Então basicamente passei a primeira meia hora com Stephen Hawking falando sobre Stephen Hawking (risos). Mas foi maravilhoso.
 
Ficou preocupado com a reação dele ao ver o filme?

No segundo em que consegui o papel, soube que Stephen, sua ex-mulher Jane e seus filhos veriam o filme e seriam os juízes. Era uma grande responsabilidade. Sua generosidade depois de assistir foi o prêmio mais extraordinário.
 
Como foi ter de pular entre os estágios da doença, que limita os movimentos?

Tive de ensaiar para aprender as posições e poder sustentá-las, porque os músculos acabam sendo usados de maneiras que não estão acostumados. Trabalhei com um dançarino para usar os músculos sem me machucar. 

Continua após a publicidade
Publicidade