Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Quem é Kate Bishop, heroína que será apresentada em “Gavião Arqueiro”

Batemos um papo com a atriz Hailee Steinfeld para saber o que esperar da nova série da Marvel, que chega ao Disney+ nesta quarta (24). Confira.

Por Rafael Battaglia Atualizado em 22 nov 2021, 23h27 - Publicado em 22 nov 2021, 23h13

Convenhamos: o Gavião Arqueiro não costuma ser a primeira opção das pessoas no quesito vingador favorito. Ele foi criado nos quadrinhos em 1964, já tem 10 anos de MCU, o Universo Cinematográfico da Marvel (ele estava em Thor, de 2011, caso não se lembre) – e, mesmo assim, sempre seguiu firme no segundo escalão dos heróis da editora.

Gavião Arqueiro, que estreia nesta quarta (24) no Disney+, pode mudar o jogo para o personagem interpretado por Jeremy Renner. Em seis episódios, a minissérie vai dar um tempo nas aventuras espaciais e de realidades alternativas da Marvel para focar em algo mais pé no chão. Nela, Clint Barton vai enfrentar criminosos do seu passado pré-Vingadores ao mesmo tempo em que tentará passar o Natal em Nova York com a sua família, que havia sumido após o estalar de dedos de Thanos.

Há duas cartas (ou melhor, flechas) na manga aqui. A primeira delas é a fonte de inspiração da série: a melhor HQ do Gavião – e uma das melhores publicadas pela Marvel nos últimos anos. A segunda se chama Kate Bishop, uma jovem de 22 anos extremamente habilidosa em tiro com arco e que, provavelmente, vai assumir o manto do herói. Hora de conhecê-la.

A nova arqueira

Em 2005, o universo Marvel dos quadrinhos passava por maus bocados. A Feiticeira Escarlate havia enlouquecido e causado grandes estragos. Os Vingadores se desmantelaram – alguns, como o Gavião Arqueiro, morreram.

Nesse período, surgiram os Novos Vingadores, um grupo de jovens dispostos a assumir a tarefa de proteger o planeta. Basicamente, eram as versões júnior dos antigos heróis. Havia, por exemplo, a Estatura (Cassie Lang, filha de Scott Lang, o Homem-Formiga), o Wiccano (Billy Kaplan, filho da Feiticeira Escarlate) e o Iron Lad (Nathaniel Richards, que veio do futuro e usava um traje com tecnologia Stark).

E havia também Kate Bishop, uma jovem rica de Manhattan que, após um episódio de assédio no Central Park, passa a praticar artes marciais, esgrima – e, claro, tiro com arco. O treinamento exaustivo ajudou a lidar com o seu trauma e a colocou no caminho para ser uma heroína. Na HQ dos Novos Vingadores, o Capitão América sugere que Kate assuma o manto do Gavião Arqueiro – é ele quem, inclusive, entrega à garota o arco e a aljava (o “porta-flechas”) que pertenciam a Clint.

Na série do Disney+, as coisas serão um pouco diferentes. Clint, afinal, ainda está vivo – e se aposentou da carreira de vingador. Mas a admiração da garota por ele continuará a mesma.

“Kate se encanta pelo Gavião Arqueiro em um momento de profunda tristeza: enquanto ela está lidando com a morte do pai”, disse à Super a atriz Hailee Steinfeld, que dá vida à heroína. “É nessa hora de luto que ela descobre esse herói que ama sua família e está disposto a ajudar as pessoas, mesmo sem possuir nenhum poder. É daí que vem a sua inspiração.”

Hailee chamou as atenções de Hollywood em 2010, quando interpretou Mattie Ross no remake de Bravura Indômita, papel que lhe rendeu uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante em 2011 – aos 14 anos de idade. De lá para cá, ela já atuou em filmes como Mesmo Se Nada Der Certo, A Escolha Perfeita 2, Bumblebee e Homem-Aranha no Aranhaverso (ela é a voz da Gwen Stacy), além de construir uma carreira como cantora.

Imagem da entrevista feita pela Superinteressante.
A atriz Hailee Steinfeld em entrevista para a Super. Superinteressante/Reprodução
Continua após a publicidade

“Eu jamais vou esquecer o momento em que recebi a ligação avisando que eu havia conseguido o papel”, relembra Hailee, fã de histórias em quadrinhos. “Eu amei cada segundo dessa experiência.”

Para interpretar Kate Bishop, Hailee passou por uma intensa preparação física para as cenas de ação. Ela aprendeu a como lutar usando o arco e, claro, treinou muita pontaria. “Olha, acho que depois da série eu poderia competir com o Jeremy [Renner] sem passar tanta vergonha”, brinca. “Mas vamos combinar que é uma comparação injusta. Ele tem 10 anos a mais de experiência nisso do que eu.”

Das páginas para a tela

Do pôster ao enredo dos episódios, boa parte das referências para Gavião Arqueiro saiu de um só lugar: a série de HQs do herói iniciada em 2013 pelo roteirista Matt Fraction e pelo desenhista David Aja.

A premissa da dupla de artistas era simples – e interessante: contar o que o herói sem poderes faz quando está longe dos Vingadores. O primeiro volume do quadrinho, Minha Vida Como Uma Arma, aprofunda a relação por vezes conturbada de Clint e Kate e se dedica a explorar o lado humano do personagem: sua inimizade com a Tracksuit Draculas (máfia russa cujos integrantes vestem agasalhos esportivos), sua relação com o cachorrinho caolho Lucky e o seu problema de audição. Todos esses elementos estarão na série.

Ilustração da HQ com Kate Bishop e seu cachorro andando pelas ruas.
Marvel Comics/Reprodução

A fase de Fraction e Aja na revista do Gavião é uma das coisas mais elogiadas lançadas pela Marvel na última década. Em 2013, ela alcançou o topo da lista de graphic novels mais vendidas do New York Times. A edição nº11, contada sob a perspectiva do cachorro Lucky, foi eleita a HQ do ano pela revista Wired. E a abordagem profunda e minimalista influenciou várias outras publicações que vieram na sequência, como as revistas da Viúva Negra, Tempestade e Ms. Marvel – que, por sinal, vai ganhar uma série no Disney+ no ano que vem.

Novas possibilidades

Gavião Arqueiro também vai apresentar ao público Maya Lopez (Alaqua Cox), uma heroína surda que, nos quadrinhos, tem a habilidade de copiar o movimento dos seus oponentes. Ela será interpretada por Alaqua Cox, a segunda atriz surda do MCU (a primeira foi Lauren Ridloff, a Makarri de Eternos). E uma série solo da personagem (intitulada Echo) já foi confirmada pela Marvel.

Não faltam expectativas em torno disso. Nas HQs, Maya é a filha adotiva de Wilson Fisk, o Rei do Crime. Seria a oportunidade para conectar definitivamente o MCU com as séries Marvel da Netflix – ainda mais se considerarmos as chances do Demolidor (Charlie Cox) aparecer em Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa, que estreia em dezembro.

Outra possibilidade de conexão com o restante do Universo Marvel é a presença de Yelena Belova (Florence Pugh). Na cena pós-créditos de Viúva Negra – spoiler –, a agente Val (Julia Louis-Dreyfus) sugere que ela se vingue indo atrás de Clint, o suposto responsável pela morte de sua irmã em Ultimato.

Por fim, fica o mistério se os Novos Vingadores serão mencionados. Os fãs não são bobos, afinal: o grupo de super-heróis adolescentes está, aos poucos, dando as caras no MCU. Cassie Lang estará no próximo Homem Formiga. Wiccano (e seu irmão, Célere) foram as surpresas de Wandavision. O novo Doutor Estranho vai introduzir a heroína Miss America. E Kate Bishop já está entre nós. Mas esse ainda é um segredo guardado a sete chaves pela Disney.

Continua após a publicidade

Publicidade