Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Wes Anderson em miniatura: artista recria os cenários dos filmes do cineasta em modelos de papel

A artista Mar Cerdà cria mundos em miniatura altamente detalhados - e o trabalho do diretor de "Os Excentricos Tenenbaums" é a inspiração perfeita para seus projetos detalhistas

Por Jessica Soares Atualizado em 4 nov 2016, 19h11 - Publicado em 4 mar 2016, 14h00

Detalhes – é disso que o mundo é feito”. A afirmação do diretor Wes Anderson define bem a sua obra: para além do estilo que salta aos olhos, os universos criados por ele são repletos de sutilezas. Se você já esbarrou com algum dos filmes do cineasta, sabe bem: a impressão digital visual que Anderson imprime em filmes como Moonrise Kingdom (2012) permite criar a atmosfera leve, jovial e levemente excêntrica que envolvem os mundos inusitados e criados meticulosamente para abrigar seus (igualmente excêntricos) personagens. Não haveria inspiração melhor então para a ilustradora Mar Cerdà, que usa papel para criar detalhados modelos de cenas e cenários. Suas últimas inspirações vieram da obra do diretor: a artista espanhola recriou cenários de O Grande Hotel Budapeste (2014), Viagem a Darjeeling (2007) e Os Excêntricos Tenenbaums (2001).

Mar, que vive em Barcelona e trabalha como ilustradora de livros infantis, usa pintura em aquarela e papel como base para a feição de gravuras e para a criação dos pequenos e detalhadíssimos dioramas de recortes de papéis. Para criação dos modelos, o trabalho começa pelo desenho e pintura dos elementos do cenário que pretende criar – como Margot Tenenbaum imersa na banheira e sua mãe Etheline, em uma meticulosa recriação de cena do filme lançado em 2001. Depois, cada elemento é recortado e cuidadosamente montado para criar o cenário de papel.

LEIA: Personagens icônicos de Wes Anderson ganham versões em LEGO

O tino visual e a escolha de um cineasta tão conhecido por seu apuro visual como inspiração para alguns de seus trabalhos parecem uma escolha natural: com formação em cinema e audiovisual e especialização em direção de arte, Mar Cerdà tem um fascínio particular pela cenografia. “Eu acredito firmemente que um personagem pode ser definido por um espaço”, afirma a artista em seu site. As suas criações mais detalhadas, como a réplica do trem de Viagem a Darjeeling que você vê abaixo, levam cerca de 3 semanas para serem concluídas:

Continua após a publicidade

Só faltam o lendário Gustave H e o jovem Zero Moustafa na recepção do Grande Hotel Budapeste:

 

A próxima recriação da artista vai passear pelas estrelas. Em seu Instagram, a artista compartilhou os primeiros elementos de um cenário inspirado em Star Wars (abaixo). Não sei você, mas eu tenho um ótimo pressentimento sobre isso.

Not sure what is all that stuff for but I guess this are typical things you can find in a Tatooine house. #ObiWanKenobisHut #StarWars

A photo posted by Mar Cerdà (@marillustrations) on Feb 10, 2016 at 5:40am PST

LEIA TAMBÉM: 

Visto de cima e em câmera lenta: o jeito Wes Anderson de filmar
Fãs restauraram primeiro “Star Wars” para dar adeus a todas as mudanças feitas por George Lucas
E se o filme Pânico tivesse sido dirigido por Wes Anderson?

Continua após a publicidade
Publicidade