GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Achados enfim os restos da pedra assassina

Pesquisadores do Instituto Oceanográfico de Woods Hole, em Massachusetts, desenterraram o que dizem ser a assinatura infalsificável do asteróide causador da extinção dos dinossauros, há 65 milhões de anos. A equipe cavou o fundo do Oceano Atlântico, a 1 000 quilômetros da cratera de Chicxulub, Golfo do México. As camadas do subsolo marinho abaixo de cerca de 3 quilômetros de água e 100 metros de areia trazem as marcas da catástrofe, do desaparecimento e do ressurgimento da fauna marinha. “Isso ajudará a avaliarmos a brutalidade da extinção nos oceanos”, disse Richard Norris, líder da pesquisa, à SUPER.