Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

As minas do rei Salomão realmente existiram?

Por Fernando A. C. da Rocha
Atualizado em 31 out 2016, 18h17 - Publicado em 31 out 2000, 22h00

Não, tudo não passa de uma lenda popularizada pelo clássico da literatura de aventura King Solomon’s Mines (1885), do inglês Sir Henry Rider Haggard. Conhecido como um dos principais personagens do Antigo Testamento, Salomão viveu no século VIII a.C., governando Israel em seu apogeu imperial. Já a ficção de que ele possuía minas de ouro, prata e diamantes surgiu cerca de mil anos depois, no século VII d.C. “Nessa época, os europeus já desbravavam o mundo em busca de terras que fornecessem riquezas naturais de maneira fácil e abundante”, diz Eduardo B. de Albuquerque, antropólogo da Faculdade de Ciências e Letras de Assis, da Universidade Estadual Paulista. Como o continente africano era uma rica fonte de tesouros minerais e ainda não se conhecia seu interior, criou-se esta fábula em torno das posses de Salomão. “Na verdade, sua fortuna vinha da intensidade comercial de Israel, que ficava no meio da rota entre o Egito, os países árabes, o Ocidente e o Extremo Oriente”, afirma Eduardo.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.