GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Bezerro de ouro, em cobre e prata

Uma estatueta com 3 500 anos de idade, representando o "bezerro de ouro" de que fala o Velho Testamento, foi descoberta em Israel entre os restos de um antigo templo pagão.

Uma estatueta de 11,5 centímetros de altura e 3500 anos de idade, representando o “bezerro de ouro” de que fala o Velho Testamento, foi descoberta em Israel por uma equipe de pesquisadores, chefiada pelo professor americano Lawrence Stager, da Universidade Harvard. Feita de cobre e prata, a estatueta estava entre os restos de um antigo templo pagão, perto da cidade portuária de Ashkelon, ao sul de Tel-Aviv. Os cananeus, que habitaram a região nos tempos bíblicos, veneraram a imagem sagrada do bezerro durante um milênio ou mais.
Relatos a respeito desse culto aparecem o Livro do Êxodo, que descreve a fuga dos hebreus do Egito, liderada por Moisés, e a travessia do Deserto do Sinai até a Terra Prometida. Em dado momento, sentindo-se abandonados, os hebreus esculpiram um “bezerro de ouro” e passaram a adorá-lo, conta a Bíblia. Tomado de ira ao descobrir o culto, Moisés quebrou as tábuas com os Dez Mandamentos que havia recebido de Deus. A estatueta achada em Israel é anterior a esse lendário episódio.