Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Bill Gates, o bidu

Microsoft patenteou um programa que promete ler os pensamentos do usuário de computador

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h19 - Publicado em 30 nov 2007, 22h00

Texto Tiago Cordeiro

Bill Gates deu um passo importante em seus planos de dominar o mundo: os laboratórios da Microsoft estão desenvolvendo um programa que lê os pensamentos das pessoas. Não que eles sejam os primeiros a tentar tal coisa, pois hoje já existem computadores que entendem mais ou menos o que o usuário está pensando. A máquina fica ligada a um aparelho de eletroencefalograma, com todos os fios e a gosma que esse tipo de exame envolve. Só que ela não diferencia, dentre os sinais do eletro, o que é importante ou não. É aí que está o pulo-do-gato do software da Microsoft, patenteado este ano. O programa usa modelos matemáticos capazes de interpretar esses sinais cerebrais.

O software ainda está em fase de desenvolvimento, mas o que ele poderá fazer no futuro é assombroso. O computador saberá quando você está concentrado – por exemplo, fazendo uma busca no Goo…, digo, Live Search – e não vai incomodá-lo com avisos de recebimento de e-mails. E outra: para que digitar um texto, quando você pode ditá-lo mentalmente? “O pc vai compreender as necessidades do usuário”, promete o engenheiro da computação Desney Tan, do Laboratório de Interação Homem-Máquina da Microsoft. O próximo passo é criar um aparelho que ligue o cérebro às máquinas de um jeito mais prático e menos grudento.

Publicidade