Clique e assine a partir de 5,90/mês

Dinossauro preferia morar em terra firme

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h15 - Publicado em 31 out 1997, 22h00

Existiram dinossauros aquáticos?

Não. Uma das principais características dos dinossauros é que eles eram animais de terra. Alguns, como o hadrossauro e o baryonyx, até ficavam parte do tempo na água, lembrando o comportamento do hipopótamo, sem deixar de ser terrestres. Na época, havia outros répteis gigantescos que dominavam os mares. “Os dinossauros possuíam três características marcantes no esqueleto: uma dupla abertura na parte posterior do crânio, um arranjo dos ossos da bacia que lhe permitia andar em dois pés e patas parecidas com as dos pássaros”, explica o paleontólogo Reinaldo Bertini, da Universidade Estadual Paulista, em Rio Claro. O plesiossauro, um réptil marítimo monumental – o maior e mais abundante do período –, tinha um pé que parecia o de uma tartaruga marinha, apenas uma abertura no crânio e não andava, apenas nadava. Apesar de todas as diferenças, o plesiossauro também seria apavorante, se você deparasse com um. Chegava a ter 14 metros de comprimento, um longo pescoço e dentes na forma de punhais. Não por acaso, era carnívoro. Habitou as costas da Ásia, da Europa e da América do Norte. Segundo certas lendas, alguns plesiossauros poderiam ter sobrevivido até a nossa época e um deles seria o monstro do Lago Ness. Mas não precisa se preocupar, obviamente são apenas histórias fantásticas. Os plesiossauros desapareceram, junto com os dinossauros, 65 milhões de anos atrás.

Publicidade