GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Era assim que crianças ‘curtiam’ a infância há 700 mil anos

Acredite: era bem mais difícil do que a sua

Diferente do que você pode imaginar — e do que aparecia no desenho Os Flintstones —, a infância na Idade da Pedra não envolvia muitos brinquedos.

Utilizando diversas pegadas encontradas nos vales lamacentos do leste da África, arqueólogos estão descobrindo como nossos ancestrais gastavam a infância há cerca de 700 mil anos, em um estudo publicado no periódico Scientific Reports.

As pegadas provavelmente pertenceram ao Homo heidelbergensis, uma espécie extinta que dividia diversas similaridades com o Homo erectus e o Homo sapiens. Uma das pegadas, a julgar pelo formato e tamanho, pertenceu a uma criança com apenas 12 meses de idade.

 (Matthew Bennett/Reprodução)

Os pesquisadores também encontraram uma enorme variedade de pegadas de animais — deixadas nas beiradas de um poço onde grandes mamíferos e pássaros se reuniam, perto de um vale na Etiópia. E não há dúvidas: nossos ancestrais estavam lá para caçar.

A descoberta mais interessante se trata de uma pegada que leva até a carcaça de um hipopótamo, atacado com ferramentas feitas de pedra. A análise destas descobertas indica que tudo encontrado ali foi criado durante a mesma época.

A proximidade de crianças pequenas indicas que elas eram permitidas em caçadas — e há uma chance de que era ali que elas aprendiam este ofício.

E você achando que sua infância era difícil.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Esses cientistas sao demais ,com uma pegada na lama endurecida e um monte de ossos conseguem descobrir o modo de vida das crianças a 700 mil anos passados e não ficam nem vermelhos ao afirmarem isso.kkk.kkk.kkk.kk

    Curtir

  2. André de Souza

    É assim que se faz arqueologia e paleontologia, parceiro: dada a pequena quantidade de evidências materiais, pois os fósseis aproveitáveis são extremamente raros, é inevitável não se valer de pressupostos hipotéticos para a criação de narrativas. A especulação, infelizmente, é absolutamente necessária na ciência quando dados materiais são escassos. Isto também é ciência.

    Curtir

  3. Ciência não publica achismos. Isso fica a cargo do pseudo jornalismo científico. Especular hipóteses publicamente é o que faz a tv a cabo, criando imbecis em nome da ciência.

    Curtir