GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

500 anos depois, especialistas decodificam cartas secretas de rei espanhol

Fernando II de Aragão criou 88 símbolos e 237 letras para evitar que qualquer pessoa se metesse em sua correspondência – até agora.

Por mais de 500 anos, quatro cartas trocadas entre o Rei Fernando II de Aragão e um de seus comandantes, Gonzalo Fernandez de Córdoba, foram um mistério para historiadores. Os dois militares criaram um código jamais visto antes, com mais de 200 caracteres, evitando que qualquer pessoa pudesse entender o conteúdo ali escrito – até agora.

A Agência de Inteligência Espanhola conseguiu descobrir o código e revelar o conteúdo da correspondência – que foi escrita nos primeiros anos de 1500, quando o rei Luís XII, da França, estava em combate contra Fernando e Isabel I de Castela, pelo domínio do sul da Itália.

Córdoba, também conhecido como O Grande Capitão, liderou o exército espanhol no conflito e, por conta disso, precisava estar em constante comunicação com o rei. Dentre as correspondências encontradas, uma se destaca, tendo sido escrita pelo próprio monarca – o que era raro, já que ele tinha pessoas específicas designadas para fazer isso.

Entender o código foi um esforço de seis meses – o que resultou em 88 símbolos e 237 letras combinadas. Alguns dos símbolos, inclusive, poderiam corresponder a letras específicas ou palavras inteiras. Sem nenhuma pontuação ou espaços, a tradução tornou-se um verdadeiro desafio para os historiadores.