Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Faz mal tomar chuva ácida?

Não. Nossa pele vive se trocando.

Por Da Redação Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 31 out 2016, 18h23 - Publicado em 30 set 2007, 22h00

Texto Raphael Hakime

A chuva ácida carrega corrosivos poderosos, como o ácido sulfúrico, mas eles estão tão diluídos na água que não fazem mal a quem toma um toró de vez em quando. Além disso, é impossível que essas substâncias se acumulem sobre a pele, mesmo que a pessoa não se lave: as células da epiderme são trocadas constantemente. “A pele de ontem já não é a mesma de hoje”, explica o dermatologista Vítor Reis, do Hospital das Clínicas de São Paulo.

Qualquer chuva é ácida, apesar de nem sempre receber esse nome. Isso porque a água (H2O) reage com o gás carbônico (CO2) resultante da respiração de humanos, animais e plantas, formando o ácido carbônico (H2CO3) – que é quimicamente fraco e se decompõe de volta em CO2. Até aí, nenhum problema.

O problema está na emissão de gases como os óxidos de nitrogênio e de enxofre, resultantes da queima de combustíveis fósseis – eles formam, respectivamente, os ácidos sulfúrico e nítrico, que aumentam a acidez da chuva em até 10 vezes. Essa é a chamada chuva ácida. Nos monumentos e construções, o problema ocorre quando ela entra em contato com o carbonato de cálcio presente em materiais como o mármore – e reage, carcomendo a pedra. Guardadas as proporções, é como jogar água sobre uma pastilha efervescente.

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.