Clique e assine a partir de 8,90/mês

Jornal

Alguém precisava contar as notícias do dia

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h21 - Publicado em 31 ago 2006, 22h00

As primeiras experiências de divulgação de notícias por escrito datam da Antiguidade. Mas a concepção do jornal como conhecemos, um meio de informação livre e desvinculado ofi cialmente do governo, é uma criação típica da sociedade que se desenvolveu com a Revolução Burguesa na França, em 1789.

Um dos primeiros predecessores dos jornais foi a Acta Diurna, informativo criado pelo imperador romano Júlio César, que fi cava em frente ao Fórum a partir de 59 a.C. Mas foi só com o surgimento de uma classe de comerciantes no início do Renascimento e a invenção da imprensa de tipos móveis por Gutenberg, no século 13, que se desenvolveram os embriões do jornal. Chamados gazettes ou avisi, traziam informações sobre as guerras e a política européia, além de divulgar a descoberta da América e os contatos com o Oriente.

No século seguinte, houve uma expansão dos jornais, devido a uma somatória de fatores: a formação dos estados, os correios, o aumento do número de pessoas letradas e o aprimoramento das tecnologias. A Inglaterra é a pátria do primeiro jornal diário, The Daily Courant, em 1702. Foi com a Constituição promulgada após a Revolução Francesa que se estabeleceram as bases para o surgimento do jornal moderno, com garantia de liberdade de imprensa.

Publicidade