GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O precursor de Marconi

Uma experiência que taxou o padre Roberto de maluco, transmitindo sinais e sons musicais a uma distância de 8 kms.

Em 1893, o padre gaúcho Roberto Landell de Moura (1861 – 1928) realizou uma experiência pioneira: transmitiu sinais e sons musicais a uma distância de 8 quilômetros, entre a Avenida Paulista e o Alto de Santana, em São Paulo. Tornou-se assim, precursor do italiano Guglieno Marconi, considerado o inventor do telégrafo sem fio, em 1896. Landell, no entanto, jamais obteve reconhecimento. Ao contrário, tachado de bruxo e lunático, foi proibido por seus superiores de continuar com seus inventos. Em 1901, viajou para os Estados Unidos e lá patenteou alguns aparelhos. De volta ao Brasil, tentou demonstra-los à Marinha, mas ninguém o levou a sério. Conta-se que um auxiliar do presidente Rodrigues Alves lhe perguntou a que distância da costa os navios deveriam ficar para as experiências, e Landell lhe assegurou: “A quantas milhas se quiser, pois meus aparelhos podem funcionar a qualquer distância e servirão, no futuro, para comunicações interplanetárias”. O pedido acabou arquivado, pois a Marinha alegou ter coisas mais importantes a fazer do que dar crédito a padres malucos.