GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Árvores , Rainhas das sombras

Em busca do que chamam de ¿conforto térmico¿ e ¿atenuação da radiação solar¿ ¿ uma bela e refrescante sombra.

Thais Oliveira

Não é brincadeira agüentar na moleira o sol tropical, ainda mais para quem vive entre o asfalto e o concreto. Tanto que a própria Faculdade de Engenharia Civil da Unicamp abriu um estudo especial para descobrir quais as melhores árvores para plantar nas cidades. Em busca do que chamam de “conforto térmico” e “atenuação da radiação solar” – uma bela e refrescante sombra, em bom português –, a física Lucila Chebel Labaki e a bióloga Rosely Ferreira dos Santos mediram e analisaram as copas das cinco árvores mais frondosas encontradas em Campinas, SP, onde fica a universidade. A pesquisa concluiu que o tal conforto térmico depende de fatores ambientais (temperatura, velocidade do ar e sua umidade relativa) e pessoais (roupas usadas na atividade física), mas que árvores frondosas ajudam muito a aliviar o sufoco de um verão 100% brasileiro. Confira as campeãs da copa sombreira, que, a partir de agora, serão cientificamente recomendadas em projetos de paisagismo urbano.

Sibipiruna (Caesalpinia peltophoroides)

Nativa da Mata Atlântica, tem folhas miúdas como a avenca e flores amarelas. O diâmetro da sua copa atinge 6 metros, com índice de atenuação da radiação solar de 88,5%.

Acácia Dourada (Cassia fistula)

Também conhecida como chuva-de-ouro, tem origem asiática. Ambos os nomes se devem às vistosas e ultraperfumadas flores amarelas. Com cerca de 7 metros de diâmetro em sua copa, apresenta 87,3% de atenuação da radiação solar.

Jatobá (Hymenaea courbaril)

Uma das mais nobres árvores brasileiras, sua copa alcança até 23 metros de diâmetro. Apesar de ter a maior copa entre os espécimes estudados, a densidade da folhagem é menor. O índice de atenuação solar é de 87,2%.

Magnólia (Michelia champaca)

Árvore asiática, apresenta características inversas às do jatobá. A copa é bastante densa, mas seu diâmetro não ultrapassa 8 metros. Índice de atenuação da radiação solar: 82,4%.

Ipê-Roxo (Tabebuia impetignosa)

Árvore brasileira que, na primavera, cobre o chão de flores lilases. Apesar de atingir, em média, 10 metros de diâmetro, tem a copa mais rala entre as árvores estudadas e, conseqüentemente, o mais baixo índice de atenuação solar: 75,6%.