Clique e assine a partir de 5,90/mês

Detergente forma espuma nas águas dos rios

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 19h01 - Publicado em 31 dez 1995, 22h00

Por que, muitas vezes, a poluição dos rios vira espuma?

A formação da espuma acontece principalmente por causa da presença de detergentes domésticos e industriais. “Se a quantidade de esgoto lançada no rio for grande, nem os detergentes biodegradáveis conseguem ser destruídos”, diz o biólogo Geraldo Eysink, da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (CETESB), em São Paulo. As bactérias que degradam o material orgânico precisam de oxigênio para trabalhar. Quando há muito esgoto, não sobra oxigênio para que as bactérias destruam os detergentes e eles permanecem ativos. Ao atravessar barragens e corredeiras, aparece a espuma no rio.

Existem situações menos comuns que também provocam a formação das bolhas. Se for derramado muito óleo e ocorrer a agitação da água, há uma reação que produz espuma, porém em quantidade menor. O processo pode ainda ser natural. Alguns tipos de alga, quando morrem, liberam proteínas que produzem bolhas de ar.

Publicidade