Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Por dentro do carro do futuro

Por Andreas Müller Atualizado em 4 nov 2016, 18h57 - Publicado em 22 set 2015, 14h15

Edição: Alexandre de Santi / Design: Rafael Quick / Fotos: Arthuzzi / Adaptação: Laura Rittmeister

O carro do futuro vai se tornar uma espécie de smartphone sobre rodas. Equipado com GPS, radares, conexão wireless, baterias que se carregam à distância e piloto automático, ele se tornará um verdadeiro centro de entretenimento ambulante e fará parte de um grande sistema programado para evitar acidentes, dissipar congestionamentos e reduzir o tempo no trânsito. Veja como funcionará:

1. Volante para quem precisa

O piloto automático pode ser desativado caso você prefira guiar o veículo. O volante continuará lá (só) por isso.

2. Piloto realmente automático

Basta entrar, estabelecer o destino e descansar – o carro do futuro faz o resto do trabalho. O trajeto pode ser acompanhado na tela e, se você quiser, pode alterar o percurso.

3. Central de entretenimento

O carro do futuro será projetado para tornar mais agradáveis as horas em que você passa no trânsito. Acesso à internet, games da hora, acervo digital de filmes, espaço office: tudo à disposição no cockpit.

Continua após a publicidade

4. Um lugar para relaxar

A cabine vai lembrar mais uma sala de espera do que o interior de um veículo. Não descarte uma mesa de centro e um café.

5. Dinheiro que abre portas

Os carros compartilháveis serão abertos e acionados não mais com chaves, mas com o seu cartão de crédito ou sua impressão digital. Basta entrar, pagar e sair andando.

 

Leia também:
O fim dos carros como você conhece

 

Continua após a publicidade
Publicidade