GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Puzzle – Newsletter – 25 de janeiro

Tire as teias de aranha da cabeça e ponha as caraminholas para calcular.

Considerando que as balanças de cima estão em equilíbrio, de quantas bolinhas você precisaria para equilibrar a balança debaixo?

Na primeira balança, ficamos sabendo que um peão e três cubos são iguais a 12 bolinhas. Na segunda, vemos que um peão é igual a um cubo mais oito bolinhas.

Ou seja, temos um sisteminha: 1P+3C=12B e 1P=1C+8B.

Se a gente substituir a segunda “fórmula” dentro da segunda, ficamos sabendo que 1C+8B+3C = 12B. Portanto, 4C+8B = 12 B. E, por consequência, 4C = 12B-8B… 4C = 4B. 1C = 1B.

Se 1C = 1B, temos que 1P=(1C+8B) ou (1B+8B). Um peão é igual a 9 bolinhas.

SUPER, eu odeio fórmulas. E agora?

Traduzindo para quem não gosta de números: se transformarmos o peão no seu valor em bolinhas e cubinhos (que já sabemos, graças à primeira balança! Um peão tem o peso de um cubinho e uma bolinha juntos), temos que a primeira balança poderia, muito bem, ter quatro cubinhos e oito bolinhas de um lado, sem perder o equilíbrio com as outras 12 bolinhas do outro lado. Use a imaginação.

Por consequência, se tirarmos 8 bolinhas de cada lado, o equilíbrio permanece. Teríamos então, 4 cubos de um lado e 4 bolinhas do outro. A única conclusão possível é que uma bola e o cubo pesam a mesma coisa.

Sabendo disso, é só trocar o cubo na segunda balança por uma bolinhas. Um peão vale 9 bolinhas, em peso. Parabéns, ser de humanas: você acaba de aprender sistemas.