Clique e assine com até 75% de desconto

Rara, imensa e malcheirosa

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h58 - Publicado em 22 jul 2009, 22h00

A notícia de seu desabrochar, no dia 21 de março, atraiu multidões para um jardim botânico na Ilha de Java, no sudoeste asiático. Isso porque a Amorphophallus titanum é a maior flor do mundo. Também é uma das mais raras: floresce apenas de quatro em quatro anos e sobrevive por alguns poucos dias.
Mas ela não é peculiar somente por causa da raridade: carnívora que vive de insetos caídos em suas pétalas pegajosas, a titanum exala um odor definido por alguns como “uma mistura de peixe estragado com açúcar queimado”. Ou, de forma mais direta, por outros como “um insuportável fedor de rato podre”.

Publicidade