GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Treinando para o grande encontro

Jornalistas brasileiros estão fazendo um curso de informação ecológica para cobrir o evento, a ser realizado em junho 1992.

Além das queimadas na Amazônia, da sujeira na Baía de Guanabara e da ameaça de extinção do mico-leão, o Brasil tem outro grave problema para hospedar a 2.ª Conferência Internacional sobre Meio Ambiente, em junho do próximo ano: faltam jornalistas especializados para a cobertura de um encontro reunirá pelo menos 20 000 pessoas, representantes de 170 países, entre quais 120 chefes de Estado. “A ecologia é um dos temas mais discutidos na atualidade, mas são poucos os profissionais de impressa que entendem do assunto”, preocupa-se o publicitário Rogério Ruschel, da Ruschel Associados Marketing Ecológico. Por isso, ele se associou à Escola Superior de Propaganda de Marketing e à revista Imprensa na promoção de um verdadeiro curso de informação ecológica, para jornalistas e formadores de opinião que estarão trabalhando na conferência. Serão 48 horas-aula, a partir do próximo mês, sobre temas ligados ao controle ambiental: planejamento urbano, fronteiras agrícolas, desmatamento, energia, legislação e política ambiental e a participação da empresa privada em todas essas questões. No segundo semestre pode haver novo curso no Rio de Janeiro.