Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

7 curiosidades bizarras sobre o Panamá

Esqueça o canal: o país tem muitas curiosidades na religião, na economia e na natureza

Por Marcel Nadale Atualizado em 4 jul 2018, 20h13 - Publicado em 11 out 2017, 15h39

O DIABO ESTÁ SOLTO
No Corpus Christi, uma das tradições são os “diabinhos sujos”: figuras com máscara de papel machê, mortalha (geralmente preta e vermelha), castanholas e um sininho. Eles dançam pelas ruas, jogam água nas pessoas e fazem bagunça com as crianças.

Ayaita/Wikimedia Commons

QUE TRABALHEIRA!
A pollera é o traje típico do país, usado só por mulheres em festas especiais. Esse lindo vestido branco é ricamente decorado com bordados, anéis, broches, botões, correntinhas, costuras, fivelas, pérolas e muito mais. Por isso, pode levar até um ano para ficar pronto!

VAI BEM COM TUDO
O acompanhamento número 1 na cozinha panamenha é ketchup. As pessoas colocam o molho de tomate industrializado em tudo: no arroz branco, no arroz com frango, no frango assado, no ceviche, no peixe frito e até em pratos da culinária chinesa.

 

Continua após a publicidade
  •  

    Continua após a publicidade

    HISTÓRIA DE PESCADOR
    Panamá” significa “abundância de peixe” numa das línguas nativas. Há cerca de 14 mil espécies no país. Mais de 250 recordes mundiais de pescaria foram registrados só na região da baía das Piñas, na costa voltada para o Oceano Pacífico.

     

    Continua após a publicidade

    HERÓI REBELDE
    A maioria das moedas traz o retrato de Vasco Nuñez de Balboa, o “descobridor” do Oceano Pacífico. Mas as de 1 centavo mostram o cacique Urracá, que lutou contra os conquistadores espanhóis, foi preso, conseguiu escapar e morreu só em 1531.

     

    Continua após a publicidade

    UM OUTRO JESUS
    Todo ano, em 21 de outubro, multidões se dirigem a Portobello para celebrar o Festival do Cristo Negro. Não se sabe como essa estátua chegou à cidade – uma lenda diz que ela foi achada no mar e milagrosamente acabou com uma epidemia de cólera.

    CURRÍCULO NA CONVERSA
    Como sinal de respeito, é comum os panamenhos citarem o cargo de outras pessoas antes do nome, como “ingeniero Juan” (“engenheiro Juan”). Em geral, a honra é aplicada a advogados, doutores, professores e bacharelados (“licenciados”).

     

    Continua após a publicidade
  •  

    Continua após a publicidade

    ESTATÍSTICAS CURIOSAS

    1.518 ilhas fazem parte do país

    678 variedades de samambaias integram a flora local

    12 mil pessoas morreram na construção da Ferrovia Panamá

    US$ 829,5 mil foi a taxa recorde paga por um navio para usar o Canal do Panamá

     

    Continua após a publicidade

    FONTES Site Habla Ya Panama, True Nomads, Panama for Real, My PanamaLive, LaEstrella de Panama e Veneto Panam

    Continua após a publicidade
    Publicidade