GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

A equipe ME testou quatro escape rooms de SP. Veja o que achamos!

Até agora, a ME já conheceu quatro salas em São Paulo. Conseguimos escapar em duas delas (eeee!). Em outras duas, fomos derrotados (#losers). Confira nossa impressão 

escape-room escape-room

escape-room (/)

A equipe da Mundo Estranho está viciada nas escape rooms!

Nesse tipo de desafio, você e seus amigos ficam presos em uma sala ricamente decorada e tem 60 minutos para solucionar uma série de enigmas e encontrar um jeito de escapar. Essas casas de diversão, que mais parecem um “videogame ao vivo”, já fazem sucesso lá fora e começam a bombar aqui no Brasil. Há filiais de diversas marcas nas principais capitais.

Até agora, a ME já conheceu quatro salas em São Paulo. Conseguimos escapar em duas delas (eeee!). Em outras duas, fomos derrotados (#losers). Abaixo, contamos nossa impressão sobre cada uma delas. Quem sabe você também não anima e chama os amigos para entrar nessa brincadeira?

—————————————–

escape-room2 escape-room2

escape-room2 (/)

Escape60 (Sala R.I.P.)

UNIDADE Moema (Alameda dos Jurupis, 1479, São Paulo)

PREÇO

R$ 69 (segunda a sexta até as 16h20)

R$ 79 (segunda a sexta depois das 16h20; sábado e domingo)

Mínimo de 4 pessoas por sala

SALA VISITADA: R.I.P.

HISTÓRIA: O grupo interpreta especialistas em paranormalidade que, após vários casos bem-sucedidos, são presos em um cemitério por forças sobrenaturais que agora querem vingança

CENÁRIO: Um cemitério decrépito, com túmulos, árvores e jazigos

SUCESSO? Não. Perdemos por um cadeado!!!

TIPOS DE DESAFIO:

– Senhas e cadeados

– Segredos no cenário

– Objetos de cena

– Interpretação de charadas

– Observação

AVALIAÇÃO: Foi uma das salas com o nível de desafio mais equilibrado – não muito fácil, mas também não muito difícil. A equipe da ME contava com quatro pessoas; se fôssemos cinco, provavelmente teríamos conseguido sair. Os enigmas e charadas foram bem variados: em alguns momentos, eram lineares (ou seja, a solução de um quebra-cabeça levava ao próximo). Em outros, eram múltiplos (cada membro poderia trabalhar na solução de um deles, separadamente).

NÍVEL DE IMERSÃO: Nota 3. O cenário poderia ser mais detalhado.

NÍVEL DE TENSÃO: Nota 4. Escuridão total e surpresas sutis no caminho…

NÍVEL DE DIVERSÃO: Nota 5. Quem nunca quis participar de um filme de terror?

escape-room7 escape-room7

escape-room7 (/)

—————————————–

escape-room8 escape-room8

escape-room8 (/)

escape-room3 escape-room3

escape-room3 (/)

EscapeTime (Sala Z-Vírus: The Living Dead)

UNIDADE Brooklyn (Av. Nova Independência, 1056, São Paulo)

PREÇO

R$ 69 (segunda a sexta)

R$ 79 (sábado e domingo)

SALA VISITADA: Z-Vírus: The Living Dead

HISTÓRIA: O grupo interpreta cientistas tentando conter um vírus fatal que causa uma morte dolorosa – e depois transforma a vítima em zumbis

CENÁRIO: Um laboratório bem iluminado, com computadores, produtos químicos e microscópios

SUCESSO? Não. Mesmo com 9 pessoas, faltou decifrar dois códigos.

TIPOS DE DESAFIO:

– Senhas e cadeados

– Segredos no cenário

– Observação

– Lógica

AVALIAÇÃO:Das quatro salas avaliadas pela ME, está foi claramente a mais sofisticada, com gelo seco e detalhes bem legais no cenário (não podemos falar mais para não dar spoilers…). Por outro lado, o jogo abusa dos cadeados: a maior parte da brincadeira é localizar, no cenário, números que possam ser aplicados nas trancas e senhas. Depois de um tempo, pode ficar irritante. Além disso, na maior parte do tempo, os desafios são lineares. Ou seja, se você empacar num deles, não vai ter muito o que fazer. O EscapeTime considera o nível desta sala “médio”, mas a equipe da ME achou a mais difícil das quatro salas visitadas.

NÍVEL DE IMERSÃO: Nota 5. O cenário é excelente e cria bem a ilusão de contaminação

NÍVEL DE TENSÃO: Nota 4. Embora seja

NÍVEL DE DIVERSÃO: Nota 3. Um pouco de variedade deixaria tudo mais interessante

escape-room4 escape-room4

escape-room4 (/)

—————————————–

escape-room5 escape-room5

escape-room5 (/)

EscapeRoomSP (Sala Ateliê)

UNIDADE Vila Mariana (R. Bagé, 268, São Paulo)

PREÇO R$ 79,90

SALA VISITADA: Ateliê

HISTÓRIA: Você e seus amigos são peritos criminais na cola de um famoso falsificador de obras de arte

CENÁRIO: Um ateliê com cavaletes, tintas e muitos, muitos quadros

SUCESSO? Sim! Escapamos faltando cerca de 2 minutos para o prazo final

TIPOS DE DESAFIO:

– Senhas e cadeados

– Segredos no cenário

– Objetos de cena

– Observação

– Interpretação de charadas

– Jogos de palavras

– Quebra-cabeça

– Lógica

– Conhecimentos gerais

AVALIAÇÃO: Talvez “arte” não seja exatamente uma palavra que evoque medo ou tensão. Mas certamente está ligada a criatividade – e esta sala, além de agradável aos olhos, era a que dispunha dos desafios mais variados. Quase não havia cadeados. A equipe de produção se esmerou com quebras-cabeças que envolviam palavras, cores, números e outros elementos. O melhor é que a sala era totalmente não-linear: você podia passar de um enigma para o outro sem problemas. Quanto mais deles resolvesse, mais fácil acharia o segredo para escapar. Outro diferencial foi que o monitor da casa estava presente na sala, junto com os participantes, interpretando um guarda. Sua função era como a de um mestre de RPG, intervindo só nos momentos certos para que a diversão geral seja mais importante do que a dificuldade do desafio.

NÍVEL DE IMERSÃO: Nota 4. É um bom cenário, mas, dentre os avaliados, é um dos mais simples

NÍVEL DE TENSÃO: Nota 3. O mundo artístico não é lá muito perigoso, né?

NÍVEL DE DIVERSÃO: Nota 5. Desafios para todos os gostos e talentos

—————————————–

escape-room6 escape-room6

escape-room6 (/)

Escape60 (Sala Assassin’s Creed Syndicate)

UNIDADE Vila Olímpia (Rua Baluarte, 18, São Paulo)

PREÇO

R$ 69 (segunda a sexta até as 16h20)

R$ 79 (segunda a sexta depois das 16h20; sábado e domingo)Mínimo de 4 pessoas por sala

SALA VISITADA: Assassin’s Creed Syndicate

HISTÓRIA: O grupo interpreta membros da Ordem dos Assassinos, que deve dar continuidade à luta de seus antepassados contra os Templários

CENÁRIO: Uma sala com decoração no estilo vitoriano – Inglaterra em meados dos anos 1850

SUCESSO? Ganhamos faltando 5 minutos!

TIPOS DE DESAFIO:

– Senhas e cadeados

– Segredos no cenário

– Objetos de cena

– Interpretação de charadas

– Observação

AVALIAÇÃO: A decoração da sala era linda, com uma pegada bem steampunk, porém fiel aos conceitos do game em que ela se inspira. As charadas também eram excelentes, envolvendo fantasias, pianos, mapas… Alguns momentos realmente pareciam uma surperprodução, com surpresas que deixaram todos espantados. Estávamos em 5 pessoas e conseguimos nos virar bem, apesar de termos perdido muito tempo em um cadeado.

NÍVEL DE IMERSÃO: Nota 5. Foi a única sala que nos fez “voltar no tempo”

NÍVEL DE TENSÃO: Nota 3. O estresse está mais no cronômetro do que no tema ou clima da sala.

NÍVEL DE DIVERSÃO: Nota 5. Até quem não era fã do game curtiu a variedade de enigmas