Clique e Assine por apenas 6,90/mês

Beber refri direto da latinha causa leptospirose?

Segundo a lenda urbana, latas de refrigerante, de cerveja ou de suco podem conter vestígios de xixi de rato, substância que transmite a doença. Mas afinal, há alguma verdade nisso?

Por Artur Louback, Fred Di Giacomo, Lorena Verli, Luís Joly e Paulo Gama - Atualizado em 4 jul 2018, 20h15 - Publicado em 28 set 2016, 17h42

Você já ouviu essa história: Latas de refrigerante, de cerveja ou de suco podem conter vestígios de xixi de rato, substância que transmite uma doença chamada leptospirose. Quem bebe direto na lata, sem lavá-la antes, corre grande risco de contrair essa moléstia! Mas afinal, há alguma verdade nisso?

Digamos que essa lenda é uma meia-verdade. Teoricamente, a contaminação pela lata até poderia ocorrer, afinal, a bactéria leptospira, responsável pela doença, sobrevive mais de uma semana fora do organismo do rato. Mas, na prática, a contaminação seria muito difícil, tanto que, até hoje, nenhum caso foi registrado pela literatura médica. É que a nossa boca tem enzimas que neutralizam a ação da leptospira. Por isso, a latinha precisaria ter um número muito grande de bactérias para que algumas delas sobrevivessem às enzimas bucais. Além disso, o tipo mais grave de leptospirose, que pode levar à morte, depende da quantidade de bactérias que penetra no organismo.

De qualquer forma, não custa nada passar uma água na latinha antes de levá-la à boca, né?

Publicidade