GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Coisas de química que você aprende na escola e quase nunca usa

ESCOLA_QUIMICA ESCOLA_QUIMICA

ESCOLA_QUIMICA (/)

foto Bruno Marçal

ilustra Thales Molina

edição Felipe van Deursen

Todo mundo sofre com temas espinhentos que exigem decoreba. São inúteis na vida prática e quase ninguém lida com eles depois do vestibular. Só que não. O conhecimento desses temas mudou o mundo e facilitou a vida de todos. E eles são incríveis. O problema não é o conteúdo, mas a forma como aparecem pela primeira vez, na escola, quando a gente está mais preocupado com o recreio e a hora de ir para casa do que com o que está na lousa. Veja quais profissionais lidam com os assuntos de exatas mais temidos e como eles os aplicam no trabalho – sempre de um jeito melhor do que na escola

SÉRIE ESCOLA MALDITA

– Física

– Matemática

– Química

– Biologia

– História

– Geografia

– Português e Literatura

A QUÍMICA DO MAL

Nem tudo que é invisível aos olhos é essencial na vida cotidiana. Ainda bem

Fórmula estrutural

O que é- Representa o número e o tipo de átomos que constituem uma molécula. Detalha como eles estão ligados entre si para a formação de um produto ou uma substância

Quem usa– Químicos, engenheiros químicos e mecânicos, farmacêuticos e físicos

Mas a verdade é– Esses profissionais conhecem as fórmulas. Mas não precisam desenhar ligações, como na escola. Para isso, usam programas de edição de estruturas e reações químicas

Ligação química

O que é– A partir da reação química, os átomos se recombinam, formando novos produtos.Na escola, conhecemos as ligações iônica, covalente e metálica

Quem usa– Químicos, farmacêuticos e engenheiros químicos e mecânicos

Mas a verdade é– Queridinho de vestibular, esse conteúdo passa batido no dia a dia.E,na vida profissional, softwares específicos simulam a mistura de elementos. Ah, a tortura da escola…

Distribuição eletrônica

O que é– Forma como elétrons se distribuem em torno de um átomo em sete camadas (K, L, M, N, O, P, Q). Cada uma comporta uma quantidade máxima de elétrons

Quem usa– Químicos e físicos nucleares

Mas a verdade é-É importante saber sobre a distribuição para medir a energia de um elétron. Mas o assunto é específico demais para ser cobrado no ensino médio

Reatividade química dos metais

O que é– Serve para mostrar se existe ou não a possibilidade de uma reação química acontecer ao se misturar elementos

Quem usa– Químicos, engenheiros químicos e metalúrgicos,que precisam saber como cada material se comporta

Mas a verdade é– A reação entre os elementos pode ser simulada em softwares e em editores moleculares

Evolução do modelo atômico

O que é– Ajuda a entender como um átomo se comporta. Com ele,é possível prever o comportamento de diferentes materiais

Quem usa– Químicos e engenheiros que precisam saber como funciona um átomo para realizar experimentos

Mas a verdade é– A estrutura de um átomo dificilmente afetará a vida prática. Além disso, o modelo atômico ideal passou por várias alterações ao longo dos anos e ainda está em fase de pesquisa

Cálculo estequiométrico

O que é– Mede a quantidade de reagentes e produtos em uma reação química. Isso é feito a partir de equações específicas para descobrir massa, volume, quantidade molar etc.

Quem usa –Químicos, engenheiros químicos, farmacêuticos e biomédicos,que trabalham com exames laboratoriais

Mas a verdade é– A estequiometria é superimportante para não errar na mão na hora de misturar reagentes e produtos. Mas esses cálculos também podem ser feitos por softwares

Geometria molecular

O que é– A forma como estão dispostos os átomos dentro das moléculas. Cada uma apresenta uma geometria diferente, dependendo da natureza das ligações (iônicas ou covalentes)e dos constituintes (como os elétrons de valência e a eletronegatividade)

Quem usa– Químicos e engenheiros químicos

Mas a verdade é– Só usa a geometria molecular o profissional que precisa encontrar a estabilidade molecular. Isso pode ser feito por simuladores eletrônicos

Mudem o currículo, por favor!

Com a ajuda de professores, a ME listou assuntos que deixariam a escola mais interessante e útil

Imposto de renda

Assim a escola pode formar cidadãos que não vão sofrer com a declaraçãoe burocracias na boca do leão

Investimento e financiamento

Educação econômica é essencial para o país. Se aprendessem a lidar com dinheiro desde a primeira mesada, as pessoas se endividariam menos

Programas de governo

Quanto mais se conhece temas como Bolsa Família e ProUni, mais argumentos se tem para ser contra ou a favor. Além de descobrir se pode usufruir deles,você passaria a acompanhar mais a política nacional

Fotografia e tratamento de imagem

Já que quase todo mundo tem câmera (no celular), por que não aprender a fotografar de uma vez e depender menos de filtros e selfies toscas?

Programação

Há quem defenda que saber programar um computador já é quase tão importante quanto dominar inglês ou espanhol para o mercado de trabalho. Afinal, quanto mais línguas (e linguagens), melhor

CONSULTORIA Antonio Mario Salles (química), Eduardo Figueiredo (física) e Giuseppe Nobilioni (matemática), coordenadores do Curso Pré-Vestibular Objetivo; Fernando de Souza Brito (matemática e física)e Sérgio de Paula Franco (matemática), professores da escola Adhemar Bolina (Biritiba-Mirim, SP)e Luís Ricardo Arruda, coordenador-geral do Anglo Vestibulares

FONTES Livros Química na Abordagem do Cotidiano, de Tito e Canto,eA Matemática do Dia a Dia, de Steven Strogatz

Agradecimentos Faculdade Anhanguera e TdFs Allan Francisco, Beatriz Gandolpho, Laura Novais, Pedro Lucca e Tatiana Holanda