Clique e assine a partir de 5,90/mês

Como o Botox elimina as rugas?

Por Redação Mundo Estranho - Atualizado em 4 jul 2018, 20h13 - Publicado em 18 abr 2011, 18h57

A toxina botolínica tipo A (nome científico do produto comercializado com a marca Botox) paralisa parcialmente os músculos do rosto, impedindo sua contração. “Isso acontece porque a substância bloqueia a transmissão de impulsos nervosos para as fibras musculares. O resultado é um relaxamento delas que atenua os movimentos em 80% – o suficiente para fazer as rugas sumirem sem a pessoa perder suas expressões faciais”, afirma o cirurgião plástico Fausto Viterbo, da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp). O efeito, porém, só dura de três a quatro meses e isso faz com que a toxina seja reaplicada seguidas vezes. Existem, por isso, profissionais que se recusam a usar o produto em seus pacientes, acreditando que doses repetidas dessa paralisia forçada possam, a longo prazo, atrofiar os músculos. “É verdade que ninguém sabe ao certo quais as conseqüências do uso do Botox em dez anos, já que se trata de uma novidade.

Mas a atrofia de um músculo que causa rugas e não tem outra utilidade pode ser exatamente o objetivo de quem procura as aplicações”, afirma Wandir Schiozer, também cirurgião plástico, da Universidade de São Paulo (USP).

Publicidade