Clique e assine a partir de 8,90/mês

Como se forma a caspa?

Como se forma a caspa?

Por Giselle Hirata - Atualizado em 4 jul 2018, 20h11 - Publicado em 11 mar 2011, 11h32

Pergunta – Gustavo Oliveira Barrenha, São Paulo, SP

1. A glândula sebácea é responsável pela produção do sebo que lubrifica a superfície do couro cabeludo. Por questões genéticas, a pessoa que tem predisposição à caspa produz mais gordura que o normal

2. O sebo chega à superfície da pele pelo folículo piloso (ou unidade folicular) – estrutura pela qual saem os fios de cabelo ou pelos. A secreção gordurosa fica acumulada no couro cabeludo, deixando o cabelo oleoso

3. A oleosidade causa a inflamação do couro cabeludo, chamada de dermatite seborreica. Pessoas com essa predisposição genética também podem desenvolver o fungo Pityrosporum ovale, que agrava o quadro

4. O processo inflamatório causa coceira, vermelhidão e descamação, que solta partículas brancas do couro cabeludo – a caspa, uma mistura de sebo e células mortas da pele

• Só os que têm predisposição genética costumam ter a dermatite seborreica, por isso, a caspa não é contagiosa

• A caspa não tem cura, mas tem tratamento – que deve ser indicado por um especialista

• Muitos xampus anticaspa, vendidos em supermercados, ressecam o couro cabeludo e estimulam, ainda mais, a produção de sebo

• Cada pessoa tem, em média, 5 milhões de folículos pilosos no corpo, sendo que 120 mil deles ficam no couro cabeludo

Causas e soluções

Conheça os fatores que podem deixar seu cabelo cheio de farelos brancos

Estresse

As tensões nervosas provocam vários distúrbios no corpo – entre eles, a baixa das defesas do sistema imunológico, que desencadeia problemas dermatológicos como a caspa. O ideal é não esquentar a cabeça

Bebida Alcoólica Inibe a atividade de algumas vitaminas que agem no folículo piloso e provoca a multiplicação celular, ocasionando uma produção maior de secreção sebácea. Por isso, nada de se embriagar

Continua após a publicidade

Má alimentação A ingestão em excesso de gordura animal e de açúcar pode aumentar a produção de sebo nas glândulas. Para neutralizar a oleosidade, nada melhor do que tomar bastante água e aumentar o consumo de frutas

Temperatura

Lavar o cabelo com água quente estimula as glândulas na produção de óleo. No inverno, a caspa também aumenta, já que a temperatura é ideal para a proliferação de fungos. A dica é deixar a água morna na hora de enxaguar a cabeleira

Química Tinturas, alisamentos e permanentes podem provocar desde alergias até a inflamação do couro cabeludo, agravando o quadro da dermatite. Portanto, se tiver caspa, evite esses tipos de tratamentos

Alterações hormonais

Continua após a publicidade

São comuns na puberdade, na gravidez e na menopausa. O corpo sofre um desequilíbrio hormonal e causa uma disfunção nas glândulas. Neste caso, o problema só é resolvido à base de remédios

Fontes Luciano Barsanti, médico e tricologista, diretor do Instituto do Cabelo e autor do livro Dr. Cabelo (editora Elevação); Raphael Rissardi, supervisor técnico capilar da Vita Derm Hipoalergênica; Denise Steiner, doutora em dermatologia pela Unicamp e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Publicidade