GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Como se mede a distância entre a Terra e outros astros?

Existem diferentes técnicas, de acordo com o tipo de astro. A distância da Terra à Lua, por exemplo, é medida com o auxílio de um raio laser. Um poderoso feixe de luz é apontado para nosso satélite e se reflete num espelho colocado lá em uma das missões Apollo. Um sensor, então, capta a luz que volta e mede o tempo que ela levou para percorrer todo o caminho. Sabendo-se o tempo da viagem e a velocidade da luz, calcula-se a distância entre os dois astros, que é de 384 403 quilômetros, em média. “Esse método não serve para calcular a distância entre a Terra e outros planetas porque a distância entre eles é muito grande e não existe um laser que percorra uma distância tão grande sem se espalhar”, diz o astrônomo Roberto Boczko, da USP. Nesses casos, os astrônomos têm que observar o movimento do planeta no céu e estimar o raio de sua órbita, aplicando fórmulas trigonométricas aos triângulos imaginários formados entre o planeta, o Sol e a Terra. O resultado é uma medida aproximada, usada para prever onde o planeta estará daqui a um mês, por exemplo. Ao olhar de novo para o céu, os astrônomos conferem a previsão. Se deu errado, corrigem o valor até chegar à previsão certa. E, nesses cálculos todos, ainda é preciso levar em conta a massa do planeta observado, com uma fórmula matemática elaborada no século 17 pelo astrônomo alemão Johannes Kepler. Ou seja, até hoje o instrumento mais sofisticado para medir a distância entre a Terra e outro planeta é o bom e velho telescópio. E algumas contas bem complicadas!