Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Como se tornar um dublador?

Vai ser difícil alguém no Brasil ganhar 5 milhões de dólares para dublar um filme, como Cameron Diaz em Shrek 2

Por Tiago Jokura Atualizado em 4 jul 2018, 20h27 - Publicado em 18 abr 2011, 18h50

Vai ser difícil alguém no Brasil ganhar 5 milhões de dólares para dublar um filme, como Cameron Diaz em Shrek 2. Além de não ser tão fácil ficar milionário na profissão, a coisa exige talento. “Conseguir sincronizar sem perder a interpretação não é para qualquer um”, afirma Maria Inês Moane, diretora artística do estúdio de dublagem Álamo. Confira a seguir a versão brasileira dessa carreira. me

FORMAÇÃO

Graduação: antes de dublar é preciso atuar. “A gente usa a voz para reinterpretar um personagem, em outra língua”, diz Wendel Bezerra, que empresta a voz a Bob Esponja, entre outros personagens de cartoons. Por isso, um dos pré-requisitos da profissão é cursar artes cênicas (graduação) ou teatro (profissionalizante)

Outros cursos: a dublagem é uma especialização para atores. Cursos específicos para a carreira podem ser encontrados nos sindicatos da categoria (www.satedsp.org.br e http://www.satedrj.org.br) ou no site http://www.cursodedublagem.com.br

O que se aprende: postura diante do microfone, técnicas de respiração, dicção, interpretação e principalmente sincronismo labial

  • TRABALHO

    Área de atuação: estúdios de dublagem, trabalhando em filmes de cinema, home-vídeos, desenhos animados, seriados e novelas

    Continua após a publicidade

    Dia-a-dia: a pontualidade é fundamental. O ator é chamado pelo estúdio sem contato prévio com o material a ser dublado e precisa terminar tudo no horário estabelecido. Por outro lado, também pode ficar dias sem trabalho

    Situação do mercado: é um mercado restrito. O profissional pode ser empregado fixo de um estúdio ou trabalhar como freelance, ganhando por hora de trabalho em ambos os casos

    O que vale mais a pena: o dublador pode fazer tipos com características físicas completamente diferentes das dele, o que jamais conseguiria como ator

    Por que pensar duas vezes: o trabalho não é tão valorizado pelas distribuidoras. Além de muitas vezes ter suas vozes substituídas sem ser comunicados antes, os dubladores raramente conseguem receber direitos de exibição

    REMUNERAÇÃO

    Salário inicial: o piso da profissão é de cerca de 55 reais por hora de trabalho

    Salário possível após dez anos:

    se tiver uma carga horária cheia e acumular a função de diretor de dublagem, o profissional pode ganhar de 12 mil a 14 mil reais por mês

    Continua após a publicidade
    Publicidade