Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

É verdade que os pardais preferem as cidades ao campo?

É sim – e por um motivo bem simples: nas cidades eles encontram comida com muito mais facilidade. Uma das aves mais conhecidas e abundantes em todo o planeta, o pardal – cujo nome científico é Passer domesticus – é originário da Europa. Acredita-se que ele tenha sido trazido ao Brasil, no início do século […]

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 4 jul 2018, 20h19 - Publicado em 18 abr 2011, 18h58

É sim – e por um motivo bem simples: nas cidades eles encontram comida com muito mais facilidade. Uma das aves mais conhecidas e abundantes em todo o planeta, o pardal – cujo nome científico é Passer domesticus – é originário da Europa. Acredita-se que ele tenha sido trazido ao Brasil, no início do século XX, especialmente para combater a febre amarela, pois supunha-se que o passarinho poderia comer o mosquito transmissor da doença. Triste engano! O hábito alimentar do pardal, animal capaz de se adaptar aos mais diversos ambientes, é outro. “Ele prefere grãos e sementes, embora também coma lagartas e pequenas aranhas”, afirma a bióloga Fátima Viveiros Valente, da Fundação Parque Zoológico, de São Paulo.

Na Europa medieval costumava-se varrer o interior das casas jogando para a rua restos de alimentos como milho e arroz, que estão entre os favoritos do pardal. Isso foi atraindo cada vez mais o pássaro, fazendo com que ele fincasse raízes nos centros urbanos e nunca mais se distanciasse dos a glomerados humanos.

Publicidade