Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Existe algum vegetal do período jurássico que tenha sobrevivido até hoje?

Pelos fósseis encontrados não dá para dizer que, naquele período, existiam plantas exatamente iguais às atuais. Mas parentes distantes dos vegetais de hoje com certeza embelezaram a paisagem jurássica há 200 milhões de anos. As mais numerosas eram as espécies do gênero Pinus, que inclui sequóias, pinheiros e araucárias. Elas sobreviveram todo esse tempo por […]

Por Redação Mundo Estranho Atualizado em 4 jul 2018, 20h20 - Publicado em 18 abr 2011, 18h57

Pelos fósseis encontrados não dá para dizer que, naquele período, existiam plantas exatamente iguais às atuais. Mas parentes distantes dos vegetais de hoje com certeza embelezaram a paisagem jurássica há 200 milhões de anos. As mais numerosas eram as espécies do gênero Pinus, que inclui sequóias, pinheiros e araucárias. Elas sobreviveram todo esse tempo por serem mais resistentes e também por se revelarem indigestas, mesmo para o mais esfomeado dinossauro. “Para proteger o tronco, essas árvores fabricam resinas que produzem cheiro forte e gosto ruim”, diz o botânico José Rubens Pirani, da Universidade de São Paulo (USP). Outras veteranas são as Cicadáceas, arbustos parecidos com as palmeiras. Além de gerar muitas sementes, elas se adaptaram tão bem às variações climáticas que se espalharam por todo o planeta.

Mas a tataravó dos vegetais é a Ginkgo biloba, surgida há 180 milhões de anos. Considerada um fóssil vivo, essa planta medicinal é usada no Oriente para ativar a circulação. “Um dos segredos da Ginkgo é que ela foi uma das primeiras plantas a perder folhas no inverno, economizando energia durante a estação fria”, afirma Pirani.

Publicidade
Mundo Estranho
Existe algum vegetal do período jurássico que tenha sobrevivido até hoje?
Pelos fósseis encontrados não dá para dizer que, naquele período, existiam plantas exatamente iguais às atuais. Mas parentes distantes dos vegetais de hoje com certeza embelezaram a paisagem jurássica há 200 milhões de anos. As mais numerosas eram as espécies do gênero Pinus, que inclui sequóias, pinheiros e araucárias. Elas sobreviveram todo esse tempo por […]

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

Publicidade