Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Existe uma quinta dimensão?

Não há prova de que haja mais dimensões do que as quatro que a gente conhece – três de espaço (a altura, a largura e o volume) e uma de tempo. Mas, para boa parte dos físicos teóricos, a quinta dimensão existe, sim. Só que não podemos detectá-la. Se um dia conseguirmos, estaremos perto de […]

Por Redação Mundo Estranho
Atualizado em 22 fev 2024, 11h05 - Publicado em 18 abr 2011, 18h52

Não há prova de que haja mais dimensões do que as quatro que a gente conhece – três de espaço (a altura, a largura e o volume) e uma de tempo. Mas, para boa parte dos físicos teóricos, a quinta dimensão existe, sim. Só que não podemos detectá-la. Se um dia conseguirmos, estaremos perto de entender um dos grandes enigmas do Universo: a chamada matéria escura, que, como não emite nem reflete luz, é completamente invisível. A única pista que ela deixa é sua imensa força gravitacional – afinal, se há matéria, há gravidade. Estima-se que existam pelo menos cinco vezes mais matéria escura do que matéria “normal”, aquela com que nossos corpos, as estrelas e tudo o mais é feito. Mas onde entra a tal quinta dimensão nessa história? Para alguns cientistas, ela é um atalho de espessura milimétrica em dobras no espaço por onde escapa a gravidade de galáxias muito distantes, tão longínquas que não podem ser vistas da Terra. Elas é que seriam, na verdade, a misteriosa matéria escura.

“De acordo com essa idéia, a matéria escura é só matéria normal, localizada do outro lado do espaço”, afirma o físico Gia Dvali, da Universidade de Nova York, nos Estados Unidos, e um dos três criadores da teoria da quinta dimensão. Ainda segundo essa tese, o mais incrível é que, apesar de essas galáxias de matéria escura estarem distantes em termos de espaço, do ponto de vista da quinta dimensão, elas estão a milímetros de nós (confira no infográfico ao lado). Se pudéssemos ver a quinta dimensão, enxergaríamos trilhões de galáxias só no espaço entre você e a sua Mundo Estranho! Com o Universo, é o mesmo raciocínio: uma dimensão extra faria caber uma infinidade de corpos tridimensionais num espaço de alguns milímetros. Ou seja, haveria mais corpos celestes em suas impressões digitais do que num céu estrelado. Quando Shakespeare escreveu que “há mais coisas entre o céu e a Terra do que sonha nossa vã filosofia”, não deve ter imaginado que fosse tudo isso…

Atalho estelar
Dimensão extra aproximaria da Terra galáxias a bilhões de anos-luz de distância

1 – No Universo, existem galáxias tão distantes que não podem ser vistas da Terra. Percorrendo todo o espaço, a luz delas leva dezenas de bilhões de anos para chegar até nós. Mas como a idade do Universo é de “apenas” 13 bilhões de anos, essa luz ainda não chegou aqui — por isso, essas galáxias seriam chamadas de matéria escura. Só sabemos que elas existem porque possuem gravidade

2 – Para os defensores da idéia da quinta dimensão, a força gravitacional das galáxias longínquas chega rápido à Terra porque atravessa um tecido espacial “dobrado”, através de uma quinta dimensão de espessura milimétrica. Isso resolveria o mistério da gravidade extra que aparece em nossa região do espaço. Mas, por enquanto, ninguém conseguiu detectar essa hipotética quinta dimensão

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.