Clique e assine a partir de 8,90/mês

Existem animais carnívoros que não têm dentes?

Sim, especialmente entre os insetos, aves e anfíbios. Mamíferos são mais raros, mas a gente mostra cinco com táticas bem diferentes para engolir a comida

Por Danilo Cezar Cabral - Atualizado em 14 fev 2020, 17h26 - Publicado em 21 Maio 2018, 15h14
ICO Yuji/Mundo Estranho

PERGUNTA Odimar Augusto, Tatuí, SP

Sim, vários, e em diversos ramos do reino animal. Entre insetos, aves e anfíbios, por exemplo, há inúmeras espécies carnívoras “desdentadas”. Já entre os mamíferos, os banguelas são raros.

Uma ordem mamífera antiga, que já não é mais considerada, era a Edentata (“sem dentes”, em latim). Ela tinha em seus ramos espécies como a preguiça, o tatu e o porco-formigueiro, que não têm dentes incisores ou molares. Os mamíferos realmente desdentados geralmente comem carnes mais moles, como as de vermes, crustáceos ou insetos, e contam com outras estruturas para macerar a comida. Apesar disso, não estão classificados cientificamente de acordo com essa característica.

Conheça alguns deles abaixo.

Continua após a publicidade

1) ORNITORRINCO
Este exímio caçador escava as encostas de rios em busca de larvas, vermes e pequenas lagostas de água doce para se alimentar. Na falta de dentes, seu bico abriga placas de queratina que ele usa para mastigar. O ornitorrinco tem ainda outra peculiaridade: é um mamífero venenoso. Esporas em suas patas traseiras inoculam uma substância tóxica que causa extrema dor a humanos.

2) PANGOLIM
É hábil escavador e, assim como o tamanduá, usa a língua pegajosa para capturar cupins e formigas – entre 140 e 200 g por dia. É o mamífero mais traficado do mundo, cobiçado por causa de sua cobertura de escamas de queratina.

3) EQUIDNA
Larvas, vermes e insetos são a base da alimentação desse animal que lembra um porco-espinho. A espécie usa um bico alongado e uma língua com farpas microscópicas para sondar buracos e troncos de árvore. Para processar os alimentos, ela pressiona a língua contra o céu da boca.

4) TAMANDUÁ
Sua língua comprida tem “ganchos” microscópicos que, aliados à saliva espessa, capturam formigas e cupins. Para evitar picadas, ele dá 150 lambidas por minuto. O estômago auxilia no processamento dos insetos com contrações intensas. As presas são trituradas com a areia e a terra que o bicho engole junto.

5) BALEIAS DA FAMÍLIA MYSCETI
Baleias azuis, brancas e bicudas são dessa família. No lugar dos dentes, elas têm cerdas de queratina (que parecem longas barbas) que filtram a água do mar e retêm o alimento. Outras baleias, como orcas e cachalotes, têm dentes.

FONTES Museu de Zoologia da USP; Journal of Mammalogy; livro Mammal Species of the World: A Taxonomic and Geographic Reference, editado por Don E. Wilson e DeeAnn M. Reeder

Publicidade