Clique e Assine por apenas 8,90/mês

Fliperamas com garra para pegar pelúcias enganam o público?

Você já gastou rios de dinheiro e nunca conseguiu pegar um ursinho. A culpa não é sua: a máquina é pura pilantragem

Por Gabriela Monteiro - Atualizado em 4 jul 2018, 20h17 - Publicado em 12 nov 2015, 14h21

Você já deve ter visto essas máquinas em parques de diversão, fliperamas ou shoppings. O objetivo é “pescar” um prêmio utilizando uma garra móvel. Muitas vezes, ela chega a capturar o objeto, mas o solta ainda no ar.

A verdade que vai destruir sua infância: a força e a intensidade da garra podem ser ajustadas pelo dono da máquina! Segundo o site Vox, essa informação consta no próprio manual do equipamento.

+ Como funciona um fliperama?

O ajuste pode ser proporcional ao total de dinheiro acumulado no brinquedo ou ao total de vezes que ele é jogado. Ou seja, independentemente da habilidade, alguém só vai vencer depois de muita gente tentar – e perder.

Continua após a publicidade

Parece jogo sujo… E é! Mas não há recurso legal contra esse tipo de fraude. “Você não está sendo induzido ao erro porque sabe que pode perder ou ganhar, apesar de ser difícil”, afirma o advogado Thales Milhomem. “Perante a lei, não é um jogo de azar.”

Publicidade