Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Infográfico: como era a casa de “Todo Mundo Odeia o Chris”?

"Meu marido tem dois empregos"... para poder pagar as contas deste apê! A gente reviu os 88 episódios da série para definir esta planta

Por Da Redação Atualizado em 4 jul 2018, 20h23 - Publicado em 6 set 2016, 16h31

Casa de Todo mundo Odeia o Chris 1 

ILUSTRA Jonatan Sarmento

PERGUNTA Kauê Locatelli, Bento Gonçalves, RS

 

Continua após a publicidade

SEGUNDO ANDAR

 

Continua após a publicidade

1) Sala de TV

É o principal espaço de diversão da casa. Não importa se a família está vendo filmes, jogos de beisebol ou novelas: os Rocks quase sempre enchemo largo sofá. O controle remoto da TV até virou motivo de briga no episódio 5 do segundo ano! O cômodo também tem dois móveis marcantes: as poltronas. A preta é a favorita de Julius, onde ele se sentava para reclamar do preço de tudo…

 

Continua após a publicidade

2) Sala de jantar

Eles não tinham muita grana – mas comida nunca faltou. Então é claro que este ambiente aparecia com frequência. Como é típico nas famílias dos EUA,o pai sempre sentava na cabeceira da mesa e a principal refeição era ojantar. Vários episódios começavam com o quinteto trocando pratos e talheres, contando como foi o dia. Uma cortina vermelha separava o cômodo da sala de TV.

 

Continua após a publicidade

3) Cozinha

Apertada, contava só com o básico do básico: um fogão de quatro bocas, uma pia, uma bancada e armários. Na geladeira, um dos segredos de Rochelle: ela usava as caixas de ovos para guardar doces caros comprados às escondidas. Aqui rolaram momentos importantes, como quando Chrisconseguiu queimar o macarrão com queijo no Dia de Ação de Graças (temporada 2, episódio 8).

 

Continua após a publicidade

+ Infográfico: como é a casa dos Simpsons?

+ Em quem é baseada a série Todo Mundo Odeia o Chris?

 

Continua após a publicidade

Casa de Todo mundo Odeia o Chris 2

TERCEIRO ANDAR

 

Continua após a publicidade

4) Quarto de Julius e Rochelle

A decoração mudou ao longo da série, mas alguns objetos ficaram, como a cama, as fotos das crianças e o rádio-relógio (Julius madrugava para trabalhar). Era aqui, longe dos filhos, que eles podiam discutir temas delicados, como a pressão alta de Julius (temporada 2, episódio 2) e o cartão de crédito que ele fez sem avisá-la (temporada 2, episódio 16).

 

Continua após a publicidade

5) Quarto da Tonya

Mimada e protegida pelo pai, é claro que a caçula tinha um cômodo só seu – e Chris não era bem-vindo lá! A decoração era toda rosa, incluindo a roupa de cama, a escrivaninha, o guarda-roupa e até mesmo as cortinas. As paredes sempre estavam repletas de pôsteres do artista favorito da garota: o cantor caribenho Billy Ocean (afinal, a série se passava nos anos 80!).

 

Continua após a publicidade

6) Quarto de Chris e Drew

O drama de toda família curta de grana: irmãos dividindo um quarto! Oespaço tinha uma cara bem adolescente: as duas camas, nada luxuosas, eram separadas por uma escrivaninha cheia de tranqueiras, como um pino de boliche, carrinhos e outros brinquedos. Nas paredes, cartazes de HQs, bandas e até propagandas de coisas que os meninos sonhavam em comprar.

 

Continua após a publicidade

+ Infográfico: como eram os apartamentos de Friends?

+ Infográfico: Como são os apartamentos de The Big Bang Theory?

 

Continua após a publicidade

Casa de Todo mundo Odeia o Chris 3

O PRÉDIO

 

Continua após a publicidade

Todo Mundo Odeia Chris se passa em Bedford-Stuyvesant (apelidado como Bed Stuy). Na década de 70, esse bairro do Brooklyn concentrava grande parcela da população negra de Nova York. Na época, um prédio de quatro andares custava entre US$ 10 mil e US$ 20 mil. Hoje, Bed Stuy faz parte de um centro histórico preservado.

A) 4º andar: Ocupado pelo inquilino Senhor Omar, um agente funerário (aquele do bordão “Trágico! Trágico!”)

B) 1º andar: A série jamais revelou o que havia neste piso

C) Casa da Tasha: Na segunda temporada, a garota que se muda para a casa vizinha se torna grande “crush” do Chris (“Cara, ela tá tão na sua!”)

 

Continua após a publicidade

FONTES Sites Everybody Hates Chris Wiki, NBC, IMDb, TV.com e NyPost.com e a tese de mestrado Bed-Stuy on the Move, de Matias Echanove (Universidade de Colúmbia)

Continua após a publicidade
Publicidade