Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Mulheres que mudaram a história: Catarina, a Grande

Nascida na Prússia, ela fez de tudo para chegar ao poder. Quando se tornou a líder dos russos, levou o país a uma era de grande desenvolvimento

Por Tiago Cordeiro
Atualizado em 22 fev 2024, 10h06 - Publicado em 7 mar 2018, 15h06
(Maurício Planel/Mundo Estranho)

O que foi: Rainha
Onde viveu: Rússia
Quando nasceu e morreu: 1729-1796

Nada indicava que Sophie Friederike Auguste von Anhalt-Zerbst-Dornburg seria uma mulher poderosa. Nascida na Pomerânia, antiga Prússia (atual Polônia), ela vinha de uma família de alguma nobreza, mas nenhum dinheiro. Foi sua mãe, a ambiciosa Johanna Elisabeth, que batalhou para que a jovem conseguisse melhorar a posição do clã.

Pois Sophie foi longe. Trocou a religião luterana pelo cristianismo ortodoxo, mudou de nome para Catarina e se tornou um dos líderes políticos mais temidos e admirados do século 18.

Continua após a publicidade

Amiga de Voltaire, ela importou cientistas e estimulou as artes – sua coleção atualmente preenche todo o palácio de Inverno de São Petersburgo, sua antiga residência e atual museu Hermitage. Interferiu na política europeia aponto de fazer a Polônia desaparecer como estado. Entrou em guerra contra os suecos e os turco-otomanos.

 

REFORMAS RADICAIS

Catarina aumentou o tamanho e o poder da Rússia. Construiu cidades do zero. Retirou os religiosos do centro do poder e defendeu um Estado laico com espaço para todos os credos. Foi para a Rússia, por exemplo, que os jesuítas correram quando a ordem foi dissolvida, em 1773. A rainha mantinha também conselheiros muçulmanos.

Para ser a mulher que mais tempo governou os russos, não bastou casar com Pedro, o herdeiro do trono. Ela teve que mobilizar a nobreza contra o novo monarca. Catarina se mostrou muito eficiente: Pedro 3º foi czar por apenas seis meses, entre janeiro e julho de 1762. Preso, acabou assassinado por Alexei Orlov, irmão de um amante da czarina. Neutralizou outros candidatos ao trono, incluindo o recém-nascido Ivan 4º, assassinado aos 6 meses de idade.

Continua após a publicidade

Seus 34 anos de gestão foram marcados pela modernização do país. Mas os gastos com a burocracia e os benefícios para a nobreza provocaram várias revoltas de camponeses insatisfeitos.

DEZENAS DE AMANTES

Catarina adorava sexo. Mantinha uma vasta coleção de objetos eróticos e sustentou dezenas de amantes. Quando se cansava deles, ela os dispensava e deixava uma pensão como agradecimento.

Continua após a publicidade

Em alguns momentos, a atenção aos homens de sua cama gerou insatisfação.Como quando ela escolheu o irmão de um de seus amantes para comandar uma tropa que seguiu para o Azerbaijão. Sua vida amorosa era tão agitada que é difícil determinar quem eram os pais de seus filhos.

Catarina sofreu um enfarto na manhã de 16 de novembro de 1796. Depois de tomar café e conversar com os empregados, seguiu para o quarto, a fim de se trocar. Foi encontrada caída no chão, quase sem pulso. Faleceu na noite seguinte. Tinha 67 anos e havia transformado a Rússia.

 

 

SEUS GRANDES ACERTOS

  • Ampliou a Rússia
    Sob o governo de Catarina, a nação ganhou novos 520 mil km2 em territórios na Crimeia, na Ucrânia, em Belarus e na Lituânia
  • Urbanizou o país
    Para melhorar a ocupação do país, mandou construir dezenas de cidades, que atraíam uma população que antes era praticamente toda rural
  • Separou Estado e fé
    Seja nas escolas, seja dentro das instalações governamentais, a czarina reduziu a influência política e econômica do clero

SEUS GRANDES FRACASSOS

  • Priorizou os amantes
    A governante deu muito dinheiro aos homens com quem ficou. Alguns ganharam cargos para os quais não tinham preparo
  • Aumentou a burocracia
    As tentativas de modernizar a gestão da Rússia não combinavam com o inchaço do Estado, que chegou a empregar 2,8 milhões de pessoas
  • Não melhorou o ensino
    Seu projeto de reforma educacional não avançou por falta de dinheiro e boa parte das crianças continuou analfabeta

 

Dica de livro
Das muitas obras sobre ela, destaque para Catarinaa Grande – Retrato de uma Mulher, da Editora Rocco

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.