Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Para que serve a curva na sola do pé?

Para distribuir o peso do corpo sobre os pés e ajudar na absorção de impactos

Por Lucas Massao
Atualizado em 22 fev 2024, 10h26 - Publicado em 25 abr 2016, 17h31

ILUSTRA Juliana Caro

Para distribuir o peso do corpo sobre os pés e ajudar na absorção de impactos. A curva, também chamada de arco plantar, surge durante a infância. Ao longo do tempo, conforme vamos andando e a nossa musculatura se desenvolve, ela tende a aparecer naturalmente. Contudo, a falta dessa variação anatômica dá origem ao “pé chato”, responsável pelo surgimento de diversos problemas. Pé chato pode causar dor, artrite, joanete, fascite plantar, joelho voltado para dentro e deformações na coluna.Os ortopedistas recomendam que os pais esperem a criança atingir uma certa idade, geralmente a faixa dos 9 anos, para ver se o arco surgirá ou não. É possível, por meio de exercícios, fisioterapia e até cirurgia, estimular o surgimento da curva.

PÉ NORMAL

O modelo comum de pé absorve o impacto quando nosso corpo exerce uma pressão no chão, provendo estabilidade. Se isso não ocorresse como deveria, a musculatura sofreria e não aguentaríamos ficar tanto tempo em pé ou percorrer grandes distâncias sem sentir dor. O pé normal também distribui de maneira efetiva o peso do corpo durante a pisada

PÉ CAVO

É o oposto do pé chato. Ou seja, o arco plantar possui uma acentuação maior do que o comum. Nessa condição, a área de distribuição do peso se reduz e também afeta a capacidade do corpo de absorver os impactos. A sua origem vem de fatores hereditários ou de problemas que interferem com o sistema nervoso. Além de dores, pode causar deformidades

PÉ CHATO

Este modelo impede que as duas funções (absorção de impacto e distribuição do peso) sejam cumpridas corretamente. O corpo tenta reagir à “pisada errada” corrigindo as musculaturas de pés, tornozelos e afins. Obesidade, falta de atividade e lesões podem facilitar a ocorrência

E no Exército?

A única vantagem de ter pé chato: ser dispensado no serviço militar obrigatório. Mas será que essa história é verdade? Consultamos a assessoria de imprensa do Exército e eles nos confirmaram: existe nas Instruções Gerais para a Inspeção de Saúde de Conscritos nas Forças Armadas uma determinação para que, caso seja constatado o pé chato nos exames médicos, isso seja levado em conta para uma possível dispensa. “Durante a realização do exame clínico, na Comissão de Seleção, constatada a anomalia no arco plantar, [ela] poderá ser causa de inaptidão definitiva ou temporária para o Serviço Militar”, informou a assessoria

FONTES Sites Fisioterapia Manual, Podologia.com.pt e Sociedade Brasileira de Ortopedia

CONSULTORIA Dr. Rafael Ortiz, ortopedista e especialista em pé do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Efeito em cadeia Como o pé chato perturba seu corpo Reportagem fotográfica

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.