GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Para que serve o aerofólio dos carros de Fórmula 1?

Serve para dar estabilidade ao veículo, mantendo-o bem pregado ao solo. Se não fosse por esse acessório, a 300 km/h (velocidade facilmente atingida pelos bólidos de F1) ele acabaria levantando vôo! Na prática, o aerofólio dos carros de corrida funciona igualzinho a uma asa de avião, só que ao contrário. Ele é, de fato, uma asa virada de cabeça para baixo. Enquanto a asa levanta o avião e dá sustentação ao vôo, o aerofólio de F1 canaliza a força do ar no sentido oposto, pressionando o carro para baixo, contra o asfalto. “Essa força – chamada de pressão aerodinâmica – é obtida por dois fatores: o formato do aerofólio – com uma face curva e outra achatada – e, principalmente, seu ângulo de inclinação”, diz o engenheiro Célio Fontão Carril Jr., da Escola Politécnica da USP.

Colado ao chão
Acessório usa a pressão do ar para manter o carro estável nas mais altas velocidades

AEROFÓLIO TRASEIRO

O efeito é o mesmo do frontal, só que exercendo uma pressão ainda maior. Conforme o tipo de pista, o dispositivo traseiro pode ser acrescido de uma ou mais asas, para reforçar a estabilidade do veículo

AEROFÓLIO FRONTAL

Seu ângulo de inclinação faz o ar que passa por cima da asa ser refletido para o alto. Esse deslocamento do ar provoca uma reação contrária (seta vermelha), que empurra o carro para baixo, contra o asfalto