Clique e assine a partir de 8,90/mês

Por que a adolescência é uma fase tão difícil?

Você não é mais criança e ainda não é adulto

Por Geiza Martins - Atualizado em 14 fev 2020, 17h43 - Publicado em 2 out 2015, 13h35

Ilustra: Werllen Holanda

Porque é uma fase de mudanças físicas, psicológicas e sociais. Essa etapa marca exatamente a transição da infância para a idade adulta – segundo a Organização Mundial de Saúde, a adolescência começa aos 10 e termina aos 20 anos. Durante esse período, o corpo muda e as ideias também. Como é tudo ao mesmo tempo, é normal que aconteçam conflitos internos e externos. Segundo a psiquiatra e psicanalista Helena Masseo de Castro, a sensação de dificuldade não pode ser considerada como regra, pois cada indivíduo tem uma experiência única de vida. “Nas famílias em que há diálogo, conversa, intimidade, carinho e confiança, a adolescência é mais leve, pois o amor entre pais e filhos é a base do amor-próprio, da autoestima”, afirma. Além disso, vale lembrar que pessoas de classes sociais mais baixas podem ter problemas de adulto nessa fase, que se sobrepõem às questões da adolescência.

A MENTE

O período de indefinição entre criança e adulto gera alguns enfrentamentos psicológicos, como a perda da proteção dos pais, a necessidade de desenvolvimento da autonomia e a construção de uma identidade, inclusive a sexual. Tudo isso acarreta em novas emoções, percepções e reflexões

Continua após a publicidade

OS PAIS

Os progenitores perdem a característica de benfeitores e viram educadores, fontes de ordens, tarefas e exigências. Essa transformação pode ser encarada com contrariedade pelo filho, que no fundo gostaria de continuar sendo mimado. O adolescente também passa a enxergar as imperfeições dos pais, antes vistos como heróis. Daí pode surgir certa decepção

O COMPORTAMENTO

Com a capacidade de raciocínio mais desenvolvida, o adolescente ganha novas responsabilidades e papéis, tornando-se um novo ser social. Em casa, a hora de lazer pode se transformar em tarefas adultas, como cuidar do irmão. Na escola, é preciso escolher sua futura carreira. Na sociedade, há de se conquistar um emprego. Nos relacionamentos, é preciso buscar parceiros (as)

Continua após a publicidade

O CORPO

As transformações físicas e biológicas mantêm o adolescente em crescimento até a idade de 16 a 19 anos. Nessa fase ocorre também a puberdade, ou seja, o amadurecimento sexual. Nas meninas, entre 10 e 14 anos, inicia-se a formação de quadris e o crescimento dos seios, mamilos e pelos pubianos. Nos rapazes, dos 12 aos 16, surgem os pelos pubianos e aumentam o escroto e o pênis

– Por que a voz dos adolescentes muda?

O METABOLISMO

Continua após a publicidade

A ação dos hormônios se altera completamente. A glândula pituitária, no cérebro, secreta novos tipos que agem sobre os órgãos sexuais. Nos meninos, o folículo-estimulante promove a produção de células responsáveis pelos espermatozoides, e a testosterona conduz o surgimento de características típicas masculinas. Nas meninas, há a produção de estrogênio, que leva ao desenvolvimento dos seios e pelos pubianos, e da progesterona, reguladora do ciclo menstrual

A INVENÇÃO DA ADOLESCÊNCIA

Os adolescentes só surgiram há cerca de 70 anos. Até o século 19, a sociedade não concebia a ideia de uma fase transitória. Naquela época, o indivíduo deixava de ser criança entre 10 e 14 anos e passava à vida adulta. De um dia para o outro, começava a imitar o jeito de vestir e falar dos adultos, além de adquirir as mesmas obrigações e gostos. Quem criou o termo “adolescente” foi o psiquiatra Granville Stanley Hall, em 1898. Entretanto, a palavra pegou mesmo após a 2ª Guerra, quando nasceu o rock ‘n’ roll e a revolução cultural que afetou somente os mais jovens

PERGUNTA Gabriel Vinicius, Ferraz de Vasconcelos, SP

Continua após a publicidade

FONTE Livro A Criação da Juventude

Publicidade