Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Por que dizemos “alô” ao telefone?

A sugestão foi do inventor Thomas Edison

Por Luiza Wolf
Atualizado em 22 fev 2024, 10h42 - Publicado em 27 Maio 2013, 17h30

Por sugestão do inventor Thomas Edison. Quando o escocês Alexander Graham Bell patenteou o telefone, em 1876, queria que todo mundo atendesse o aparelho dizendo “ahoy“, uma saudação náutica. Nessa época, uma preocupação geral era como cada interlocutor iria saber que o outro queria falar.

Foi cogitado adotar uma campainha para um indicar ao outro de quem era a vez. Mas, em 1877, Edison escreveu uma carta ao diretor da companhia telegráfica dos EUA dizendo que não tinha certeza se a campainha era mesmo necessária. Um mero “hello” (“olá”) já resolveria o impasse. Por ser uma saudação mais comum do que “ahoy”, o “hello” acabou pegando mais rápido. O mais provável é que a palavra derive do termo húngaro “hallod”, que significa “está me ouvindo?”. O “alô” em português é uma tradução direta.

Leia também:

– O que era o Telefone Vermelho?

– De quem é a voz da chamada a cobrar?

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.